EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A sonda Curiosity, da Nasa, que está em Marte, passou este fim de semana inteiro explodindo, com laser, uma pedra peculiar encontrada na superfície do Planeta Vermelho durante sua exploração. 

Não foi apenas por curiosidade que a Curiosity destinou tanto tempo a uma rocha: a pedra era adornada com cores incomuns para a área em que foi encontrada e a melhor forma de entender sua origem era vaporizá-la com um laser para descobrir sua composição química. Ainda assim, o laser é apenas uma das ferramentas da Curiosity capazes de fazer esse tipo de análise.

publicidade

Por ora, as descobertas acerca desta rocha ainda não estão disponíveis, mas, segundo o portal Digital Trends, as cores podem sugerir a presença de compostos orgânicos. A informação só poderá ser confirmada, de fato, quando a sonda Perseverance, também da Nasa, chegar em Marte com suas ferramentas mais sofisticadas, as quais poderão, inclusive, buscar micróbios antigos.

Reprodução

publicidade

Foto tirada por uma das câmeras de navegação de Curiosity recentemente. Imagem: Nasa

Ao passo que a Nasa se prepara para o lançamento de Perseverance no dia 30 deste mês, Curiosity continua explorando, junto com a sonda Opportunity, as regiões do Planeta Vermelho que parecem ter abrigado algum tipo de vida.

“Curiosity foi projetado para ir além da busca do Opportunity pela história da água [em Marte]”, explicou Abigail Fraeman, cientista da Nasa para projetos de eploração no Sistema Solar. “Estamos descobrindo um mundo antigo que ofereceu vida à base de apoio por mais tempo do que imaginávamos”, acrescentou.

Missão árabe 

Assim como a Nasa, que enviará a Perseverance a Marte ainda em julho, os Emirados Árabes Unidos lançaram com sucesso, no último domingo (19), sua primeira missão em direção ao Planeta Vermelho, depois de ter seu lançamento anterior adiado devido ao clima desfavorável.

Serão sete meses até Marte, onde a sonda espacial, chamada Hope, entrará em órbita e enviará dados sobre a atmosfera do planeta. A missão faz parte do projeto da nação de desenvolver capacidade científica e tecnológica para diminuir a sua dependência do petróleo. O país também pretende estabelecer uma colônia por lá em 2117.

Apesar de ser dos Emirados Árabes Unidos, a sonda foi lançada a partir do Centro Espacial Tanegashima, no Japão.

Via: Futurism