O faro apurado, a audição sensível e a boa visão dos cachorros são características já reconhecidas. E estudos recentes apontam que eles têm outra habilidade: a sensibilidade a campos magnéticos. A pesquisa aponta que os cachorros utilizam bússolas internas para calcular atalhos em terrenos desconhecidos. Durante três anos, os pesquisadores monitoraram o caminho de cachorros em 233 viagens.

Em 170 jornadas, os animais pararam durante o trajeto e fizeram uma pequena caminhada de 20 metros pelo eixo Norte-Sul. Pesquisas mais antigas já levantavam a hipótese da percepção do campo magnético da Terra pelos cachorros. Em 2013, a ecologista sensorial Hynek Burda disse que os cães tendem a urinar e defecar sob orientação do eixo Norte-Sul. Isso porque esse alinhamento os auxilia na localização em relação a outros pontos.

publicidade