No fim de semana passado, o segundo estágio de um foguete russo reentrou na atmosfera da Terra. O evento foi registrado por dezenas de espectadores no sul do Texas e no México. De acordo com Jonathan McDowell, astrônomo do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics, a peça é do foguete russo Souyuz, que colocou em órbita o misterioso satélite Kosmos-2543.

Foi possível ver uma impressionante bola de fogo no céu, mas McDowell explica que essa é uma ocorrência bastante comum. Segundo ele, já houve milhares de reentradas assim. Embora seja raro, algumas partes da espaçonave podem sobreviver à reentrada e cair no chão. Isso aconteceu com o Long March 5B, da China, em maio: o estágio principal do foguete reentrou na atmosfera e caiu no Oceano Atlântico.

publicidade

Nesse caso, foi possível recuperar a sucata de quase 20 toneladas. E, por falar em resgate de peças, na segunda-feira, a SpaceX recuperou ambas as metades da carenagem que protege a carga no nariz do foguete Falcon 9. Essa foi a primeira vez que a empresa conseguiu fazer isso.