EnglishPortugueseSpanish

Testamos a rede 5G DSS fornecida pela Claro no Brasil

Redação 22 de julho de 2020

A partir do dia 14 de julho, a Claro disponibilizou para os consumidores de algumas localidades de São Paulo e Rio de Janeiro a conexão 5G DSS. Considerado um tipo de ‘prévia’ do 5G convencional, o que a tecnologia faz é redistribuir os espectros já existentes e usados na rede 4G, alterando entre diferentes frequências de acordo com a demanda. Com isso, há a promessa de velocidades até 12 vezes maiores do que as redes disponíveis atualmente.

O Olhar Digital teve a oportunidade de testar a conexão em um dos pontos de São Paulo que oferecem a possibilidade de captar o sinal, localizado no bairro nos Jardins. Em testes de velocidade usando o aplicativo SpeedTest, conseguimos picos de 139 Mbps de download e 78,5 Mbps de upload. Em comparação com uma rede 4G comum, há um acréscimo de 61 Mbps na velocidade de navegação.

publicidade

Para testar a melhoria de conexão na prática, fizemos alguns experimentos simples, como assistir vídeos no YouTube e baixar jogos. No primeiro caso, a conexão com o servidor foi instantânea, não houve qualquer travamento para que o vídeo fosse processado, mesmo em resoluções mais altas.

No caso do jogo, baixamos o título ‘Dead by Daylight’ Mobile. O download, que possui pouco mais de 2 GB, foi feito em impressionantes três minutos, o que é bem interessante, se considerarmos que se trata de uma rede móvel.

Como mencionado, a rede 5G DSS da Claro já está disponível para os usuários que possuem aparelhos compatíveis com a tecnologia, como é o caso do Motorola Edge em que pudemos avaliar a conexão.

No entanto, o sinal ainda não pode ser captado em todo lugar. Em São Paulo, por exemplo, a conexão está chega à região da Avenida Paulista e Jardins. No Rio, em Ipanema, Leblon e Lagoa. Apesar disso, a empresa promete expandir o serviço para mais localidades com o tempo.

publicidade