EnglishPortugueseSpanish

Neuralink quer restaurar neurônios danificados

Redação 31 de julho de 2020

O dia 28 de agosto é aguardado com ansiedade por quem acompanha os projetos da Neuralink. A startup de neurotecnologia de Elon Musk vai demonstrar seu progresso no desenvolvimento de tecnologias integradas ao cérebro humano.

Em tuítes publicados ontem, Musk deu mais pistas sobre o que será revelado. Um dos objetivos da empresa é restaurar o funcionamento de neurônios danificados com auxílio da tecnologia.

publicidade

Em entrevista recente ao podcast Joe Rogan Experience, o empresário afirmou que a instalação de um chip no cérebro poderia resolver problemas como perda de audição, de visão e de movimentos.

Embora os primeiros experimentos tenham como foco habilidades motoras, a Neuralink não exclui a possibilidade de usar a tecnologia para entretenimento. Em 19 de julho, um tuíte de Musk disse que futuros implantes poderão reproduzir música diretamente no cérebro, além de estimular a liberação de serotonina, hormônio responsável pela sensação de felicidade.