EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Com a pandemia do novo coronavírus, os nossos hábitos de consumo mudaram: a cada ida a um estabelecimento para compras essenciais nos certificamos de comprar álcool em gel, sabonete antibacteriano, desinfetante e máscaras descartáveis. Mas você já pensou em gastar mais R$ 3 mil em uma simples máscara? Segundo o Lyst, isso não é loucura, e sim, uma tendência de moda na Europa. 

Recentemente, a plataforma global de pesquisa de moda divulgou o relatório do último semestre com uma surpresa: uma máscara alcançou o pódio, levando o segundo lugar, perdendo apenas para um par de chinelos da alemã Birkenstock. Mais surpreendente ainda é o preço do item: o modelo de máscara X R-Pur, da marca francesa Marine Serre, pode ser encontrado no mercado internacional pela bagatela de US$ 575 (cerca de R$ 3 mil). 

publicidade

 

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por R-PUR (@rpurofficial) em8 de Out, 2019 às 8:08 PDT

Segundo o relatório, a procura pelo item cresceu em até 441% em relação ao primeiro trimestre deste ano. 

Anatomia de uma máscara

Embora o aumento da procura e preço exorbitante da peça seja justificável pela popularidade entre as famosas (que incluem as cantoras Beyoncé, Dua Lipa e a influenciadora Kylie Jenner), é provável que o design ambicioso da peça seja o principal agente que influencie o seu valor. 

publicidade

Com cinco camadas, as máscaras da linha R-PUR conseguem proteger qualquer pessoa contra agentes poluentes, incluindo gases, pólen e outras partículas tóxicas. Além disso, por meio de uma válvula que extrai ar quente na sua parte interna, o usuário consegue praticar exercícios físicos sem alterações na sua respiração. Completando a lista de atributos do item, a máscara poderá ser monitorada por um aplicativo que indica o seu desgaste para substituição. 

Já entre as peças pesquisadas para o guarda-roupa masculino, as máscaras da grife Off-White alcançaram o topo. Durante a pesquisa realizada durante o primeiro semestre do ano, o resultado foi o mesmo. Na ocasião, o site afirmou que a alta procura pelo item era um impacto direto da pandemia do novo coronavírus.

Via: Lyst