O Departamento de Defesa dos Estados Unidos fechou contratos com a SpaceX e a United Launch Alliance (ULA) como seus dois principais prestadores de serviços de lançamento para missões de segurança nacional. Três missões foram encomendadas para 2022.

A ULA recebeu US$ 337 milhões para lançar duas missões: USSF-51 e USSF-106, programadas para o segundo e quarto trimestres do ano fiscal 2022, respectivamente. A SpaceX ganhará US$ 316 milhões para lançar a missão designada USSF-67, no fim do mesmo ano.

publicidade

“Este é um dia histórico, que culmina anos de planejamento estratégico e esforço do Departamento da Força Aérea, Escritório Nacional de Reconhecimento (NRO) e nossos parceiros da indústria de serviços de lançamento”, afirmou o secretário adjunto da Força Aérea para Aquisição, Tecnologia e Logística, William Roper.

Os contratos foram parte de uma licitação anunciada em 2018, que visou acabar com a dependência do país do motor RD-180 de fabricação russa, atualmente usado pelo foguete Atlas V.  A SpaceX e a ULA competiram contra a Northrop Grumman e a Blue Origin.

“Manter um mercado de lançamento competitivo, atendendo clientes governamentais e comerciais, é como incentivamos a inovação contínua no acesso garantido ao espaço. Os contratos marcam uma nova era de lançamento espacial que finalmente fará a transição do Departamento dos motores russos RD-180”, completou o secretário.

A Força Aérea selecionou o foguete Falcon 9 e Falcon Heavy da SpaceX para lançamentos de segurança nacional, junto com o novo foguete Vulcan Centaur da ULA, que ainda está em desenvolvimento e deve fazer seu primeiro voo em 2021.

Via: Space.com