EnglishPortugueseSpanish

Radiotelescópio de quase 60 anos é danificado

Redação 17 de agosto de 2020

O radiotelescópio usado para detectar o primeiro planeta na órbita de outra estrela em 1994 está fora de operação há uma semana. Isso porque um cabo de suporte se soltou e causou um rasgo de 30 metros de comprimento em sua antena parabólica e danificou seu domo gregoriano.

O equipamento fica em Arecibo, em Porto Rico, e é administrado pela Universidade Central da Flórida. O cabo que causou o incidente tem cerca de 7,5 centímetros de diâmetro e sustenta uma plataforma metálica sobre a antena. A causa ainda não foi determinada.

publicidade

O radiotelescópio de Arecibo foi construído há quase 60 anos e até 2016 foi o maior do mundo em sua categoria. Ele até estrelou filmes: estão em seu portfólio as produções “Contato” e “007 Contra Goldeneye”. Em abril, ele foi usado para fotografar um asteroide que passou próximo à Terra.

Agora, uma equipe de especialistas analisa a situação. O objetivo é garantir a segurança da equipe, proteger as instalações e o equipamento e retomar a operação o quanto antes.