A startup indiana Pixxel quer ser a primeira do país a lançar um satélite capaz de fazer imagens da Terra. Para a pesquisa e lançamento, previsto para o fim do ano, a empresa já arrecadou cerca de US$ 5 milhões. A empresa utilizará o foguete russo Soyuz para enviar seu satélite ao espaço.

O dinheiro arrecadado no financiamento liderado pela Blume Ventures, Lightspeed India Partners e growX Ventures, será usado para aumentar a equipe da startup e continuar a financiar o desenvolvimento de sua tecnologia de observação da Terra.

publicidade

Os jovens fundadores da Pixxel, Awais Ahmed e Kshitij Khandelwal, têm planos de implantar uma constelação composta por 30 satélites até 2022 e, com isso, colocar a Índia no mapa espacial global.

Segundo eles, a ideia é, ao fornecer imagens globais por satélite, ajudar setores como o de petróleo, gás, agricultura e gestão de desastres.

 

rocket-11650_1280.jpgFoguete russo Soyuz será utilizado pela startup para o lançamento. Créditos: Pixabay

Programa de observação da Terra 

Apesar de pequenos, os satélites em questão são capazes de fornecer imagens de alta qualidade em uma cadência que grandes empresas teriam problemas para entregar.

Segundo a startup, assim que todos estiverem em órbita, ela vai ser capaz de fornecer dados de qualidade muito superiores aos atuais satélites de imagem da Terra disponíveis.

Por meio de análises conduzidas pelos modelos de aprendizagem profunda da Pixxel, os satélites também serão capazes de detectar e prever grandes fenômenos, além de possíveis impactos em escala global.

 

Fonte: TechCrunch