EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Em parceria com a Apple, o Itaú anunciou na terça-feira (18) um programa que dará aos seus clientes a opção de trocar de iPhone a cada 21 meses. 

Chamado “iPhone pra Sempre”, o programa funciona da seguinte forma: o cliente escolhe, no site do banco, o modelo de iPhone de sua preferência entre as opções disponíveis, e 70% do valor do aparelho é parcelado em 21 meses. No 22º mês, o cliente pode pagar os 30% restantes e ficar com o smartphone, ou trocá-lo por um novo e recomeçar o ciclo. 

publicidade

São cinco modelos disponíveis: 

  1. iPhone SE 64 GB, com 21 parcelas de R$ 140,91 e pagamento final de R$ 739,89;
  2. iPhone XR 64 GB, com 21 parcelas de R$ 163,77 e pagamento final de R$ 859,83; 
  3. iPhone 11 64 GB, com 21 parcelas de R$ 166,63 e pagamento final de R$ 1.499,77; 
  4. iPhone 11 Pro 64 GB, com 21 parcelas de R$ 233,30 e pagamento final de R$ 2.099,70; 
  5. iPhone 11 Pro Max 64 GB, com 21 parcelas de R$ 253,30 e pagamento final de R$ 2.279,70. 

O pagamento final só é necessário caso o cliente opte por ficar com o celular. Se decidir pela troca, ele recebe outro aparelho e o valor das parcelas é atualizado para o novo modelo.  

“O mercado brasileiro geralmente trabalha com parcelas de até 12x, o que torna o valor de cada parcela mais caro”, afirmou o diretor de Negócios Digitais do Itaú Unibanco, Rubens Fogli. “Agora, estamos tornando mais fácil para que mais clientes do Itaú possam desfrutar da experiência de alta qualidade do iPhone – e oferecendo a opção de atualizar para um novo modelo regularmente”. 

iphone-itau.png

publicidade

Opções apresentadas no site do programa. Imagem: Reprodução/Itaú

O “iPhone pra sempre” é apresentado como um programa de trocas, mas se parece muito com um aluguel de telefone, embora o banco deixe claro que não se trata disso. Não é possível quitar o aparelho antes do tempo estipulado, nem pagar mais de uma parcela de cada vez. O cliente usufrui do celular somente enquanto estiver pagando por ele. Ao final, tem de devolvê-lo e abrir outras 21 parcelas para pegar um novo aparelho. 

Política de devolução

No momento da devolução, o iPhone deve estar sem danos físicos visíveis, como rachaduras e manchas, e com todos os seus componentes funcionando perfeitamente, incluindo as funções de desbloqueio do Touch ID e Face ID. O aparelho também não pode ter sido personalizado de qualquer forma, e todas as fotos e informações pessoais devem ser deletadas. 

Caso queira cancelar a assinatura, o cliente deve aguardar o 22º mês para devolver o smartphone. Nesse caso, terá efetuado 21 pagamentos para, no fim, ficar sem celular.

O programa está disponível somente para quem tiver um cartão de crédito Itaú com limite disponível superior ao valor do iPhone. Vale ressaltar que é permitida uma participação por CPF.   

Via: Itaú