EnglishPortugueseSpanish

Vimos os robôs Spot, da Boston Dynamics, sendo testados para atuar em operações com militares nos Estados Unidos, usados pela Polícia Estadual de Massachusetts, e até puxando carroça. Em abril, a empresa anunciou que o robô quadrúpede começaria a atuar na triagem remota de possíveis pacientes com Covid-19. O objetivo sempre foi o de evitar ao máximo o contato físico, mitigando os riscos de contágio pela doença. Agora, para auxiliar nesta tarefa e com ainda mais autonomia, o Spot também poderá medir sinais vitais.

A nova funcionalidade foi desenvolvida em conjunto com os pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), o que também possibilitou estilizar o nome do robô: Dr. Spot. Para tal, o grupo documentou que foi preciso equipar o robô com sistemas de monitoramento sem contato, o que incluí sinais de rádio e sensores baseados em radar. Os sinais vitais medidos pelo Dr. Spot vão desde frequência respiratória até cardíaca.

publicidade

Unsplash59353619f8785a82.jpg

Estratégia permite que médicos e equipe de saúde realizem triagem e análise do quadro do paciente à distância. Créditos: Unsplash/Reprodução

Além disso, o equipamento possui câmeras infravermelhas que podem identificar febre. Para humanizar o atendimento e levar mais atenção e amor aos pacientes, Spot ganhou um tablet, que permite aos médicos e pacientes falarem entre si por videochamadas. Vale destacar que o Dr. Spot já foi testado com voluntários do Hospital Brigham and Women’s, da Havard Medical School, em Boston.

A próxima etapa que o Dr. Spot deve enfrentar será a implantação de seus serviços com pacientes reais, já que com os voluntários o experimento deu certo.

No documento que descreveu não só sobre os preparativos para equipar o Dr. Spot, mas também sobre suas novas funções, a equipe envolvida no projeto ressaltou que o Dr. Spot deve contribuir para manter médicos e pacientes separados de forma a zelar o alto nível de cuidado, ajudar a conter a transmissão da Covid-19 nos locais em que for adotado, entre outros benefícios.

O robô Spot

Robôs da linha Spot possuem quatro patas e foram projetados para se locomover de forma gentil por áreas que robôs com rodas, por exemplo, não poderiam explorar. Essa movimentação pode ocorrer de forma autônoma ou por controle remoto. A criação da Boston Dynamics pode transportar até quatro módulos de hardware nas costas, o que indica que empresas podem variar suas habilidades dependendo do trabalho a ser executado. Spot possui visão 360º e é programado para desviar de qualquer obstáculo que aparecer no caminho. Seus sensores também são ligados a ferramentas de análise de dados.

Especificamente sobre o Dr. Spot, a empresa desenvolvedora do equipamento está compartilhando seu o hardware e o software para que a abordagem de acompanhamento de saúde robótico também seja adotada por outras indústrias do ramo.

Fonte: Engadget