EnglishPortugueseSpanish
publicidade

As patinetes elétricas da Lime estão prestes a voltar às ruas das cidades brasileiras. Depois de quatro meses sem atuar no país, a startup retomou suas atividades no último dia 29 de julho, por enquanto, somente no Rio de Janeiro.

Juan Pablo Balut, gerente de operações da Lime no Rio, explica que uma série de medidas de proteção estão sendo tomadas frente a pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, que conversou com o pessoal da Mobile Time, as patinetes estão sendo limpas diariamente quando saem do armazém; além disso, os colaboradores da empresa estão trabalhando de luvas e máscaras. Os mecânicos especializados nas patinetes agora têm bancadas separadas por, no mínimo, dois metros de distância.

publicidade

A Lime opera em 120 cidades no mundo. Em outros locais que retornaram as atividades antes do Brasil, como os Estados Unidos, Europa e Israel, o executivo afirma que o uso das patinetes é ainda maior quando comparado a um mês antes do início da pandemia.

A Lime chegou ao Brasil em julho passado e suspendeu suas atividades por aqui em janeiro. A decisão seria parte de uma estratégia de recuo nos investimentos. Em maio, a companhia recebeu um aporte de US$ 170 milhões (cerca de 950 mil reais) da Uber e passou a controlar as operações da Uber-Jump, que também oferece patinetes elétricas.

publicidade

Via: Mobile Time