Com a pandemia do coronavírus, os aplicativos de videoconferências ganharam cada vez mais espaço em nosso dia a dia. Entre os vários disponíveis, o Zoom se destacou com um crescimento considerável. Nesta segunda-feira (24), porém, o programa passou por instabilidades, que foram confirmadas pela empresa.

Felizmente, o problema parece ter sido resolvido. Em nota divulgada nesta tarde, o Zoom informa que encontrou o problema e lançou uma correção. “Estamos em processo de implantação de uma correção em nossa nuvem. O serviço já foi restaurado para alguns usuários. Continuamos a implementação para corrigir a situação para todos os usuários afetados”, escreve a empresa. No site de status da companhia, há a indicação de que todos os serviços já estão operacionais. 

publicidade

Capturar03e5f3dc70ccb3ad.jpg

 

Segundo indicação da própria empresa, os serviços já foram normalizados. Foto: Reprodução/ Zoom

O que aconteceu

Por volta das 8h no horário de Brasília, o portal Down Detector começou a registrar diversas reclamações. Por enquanto, o pico aconteceu às 10h16, com 12.342 reclamações. Em sua página, a Zoom afirmou que ainda investiga os problemas e fornecerá atualizações assim que descobrir a causa do incidente.

Apesar de afirmar que as interrupções causadas pelos problemas sejam apenas parciais, a Zoom destaca que irá manter seus usuários atualizados de forma bastante clara.

Reprodução

Foto: Reprodução/YouTube

Falso sistema de criptografia

Ademais, a plataforma está sendo processada por um grupo de defesa do consumidor por mentir para os seus usuários sobre seu sistema de proteção com base em criptografia de ponta a ponta.

A acusação veio do grupo sem fins lucrativos, Consumer Watchdog, que abriu um processo no tribunal superior do estado de Washington, nos Estados Unidos. A ação está amparada em uma lei do estado americano que autoriza organizações sem fins lucrativos abrirem processos em nome dos consumidores.

Via: Android Central