EnglishPortugueseSpanish

Na quarta-feira (26), a operadora de infraestrutura Angola Cables anunciou seu mais novo produto, o IP gamer. O serviço nada mais é do que uma rede IP totalmente dedicada ao desempenho de jogos online, que oferece baixas latências e maior estabilidade de rede. Empresa tem como objetivo atuar nos maiores polos gamers do mundo, incluindo o Brasil.

Em live para anunciar a novidade, o CEO da empresa, Antonio Nunes, afirmou que o conceito do IP Gamer vai suprir parte da necessidade por circuitos de baixa latência e preparo adequado para jogatinas online. AInda segundo ele, a pandemia que o mundo vive contribuiu para que a Angola Cables investisse ainda mais na proposta.

publicidade

 

shutterstock_1085433347.jpgO IP é uma sequência numérica que identifica cada computador através da rede de internet. Créditos: Shutterstock.com

O serviço atenderá os principais núcleos de jogos online do mundo. O modo de operação será no modelo B2B2C, onde a empresa africana vai negociar o uso do serviço por parte dos provedores, cabendo a eles decidir preço e realizar as negociações com os clientes.

O primeiro passo é conquistar os provedores regionais de pequeno e médio porte para em seguida chamar a atenção dos grandes provedores brasileiros. “Vamos falar com as grandes operadoras brasileiras, de forma que eles possam usar e capitalizar a infraestrutura da Angola Cables. Esse naturalmente é o próximo passo”, declarou Nunes.

publicidade

Angola Cables

Não é a primeira vez que a Angola Cables investe em infraestrutura voltada à conexão global. Em 2018, a empresa, em parceria com a NEC Corporation, desenvolveu o primeiro cabo submarino que liga o Brasil à Angola. O Cabo do Atlântico Sul (SACS), como é chamado, percorre milhares de quilômetros, conectando Fortaleza à cidade de Ruanda.

Vale lembrar que cerca de 12 cabos sumarinos passam ou começam em Fortaleza, sendo um deles ligado ao Estados Unidos e outro à Portugal.

Fonte: Teletime