Atualmente, o Facebook trabalha em um espaço social de realidade virtual (VR) para vários jogadores, intitulado Horizon. Quando a proposta foi apresentada, muitos compararam a iniciativa da empresa com o “Oasis”, mundo visto no filme ‘Jogador Número 1‘.

publicidade

Agora, a companhia acaba de anunciar que vai permitir que usuários testem o universo. No entanto, isso está restrito apenas para convidados. Além disso, a empresa revelou que implementou novas ferramentas para combater pessoas mal-intencionadas dentro da plataforma, incluindo a opção de sair do mundo compartilhado para uma “Zona de Segurança Pessoal”, onde é possível silenciar, bloquear e denunciar pessoas e o conteúdo ao redor.

O sistema, nas próprias palavras do Facebook, é um “universo em constante expansão de experiências virtuais projetadas e construídas por toda a comunidade”. Isso significa que os jogadores podem conversar, como se estivessem em um encontro com amigos, ao mesmo tempo em que podem disputar partidas e fazer atividades criadas com as ferramentas internas do sistema.

Pessoas que já testaram o universo descrevem como funciona a experiência. Segundo o site Engadget, o Horizon “lembra do vazio branco de ‘Matrix’ – uma sala cheia de potencial ilimitado e criatividade. Em poucos minutos, meu guia transformou o espaço vazio em uma praia virtual, completa com areia, água e um horizonte dourado”.

O Horizon é um interessante experimento sobre o futuro da socialização online. Em breve, devemos ter mais detalhes sobre os planos do Facebook para sua criação. Isso porque, em 16 de setembro, será realizado o Facebook Connect, anteriormente conhecido como Oculus Connect, evento em que a empresa mostrará em quais projetos de realidade virtual trabalha atualmente.

Horizon

Revelado no ano passado, a iniciativa Horizon é um ambicioso projeto que mistura a imersão da realidade virtual com o universo multiplayer.

O trailer divulgado mostra um ambiente semelhante ao que vimos no filme “Jogador Número 1”, em que é possível realizar diversas tarefas com os amigos, como se fosse a vida real. Toda a interação é feita usando o Oculus – projeto de óculos VR do Facebook.

Os jogadores poderão criar seus próprios avatares e se teletransportar para diferentes cenários e locais usando portais chamados de “Telepods”. O objetivo do Horizon é ser um jogo no qual os usuários podem passar horas percorrendo o mundo e interagindo com outros jogadores.

As possibilidades de interação são infinitas. Os usuários podem assistir a filmes, ler notícias ou participar de diversos minijogos entre amigos, como uma competição de aviões e até uma batalha de laser-tag na Lua. As competições podem ser feitas entre jogadores e entre equipes, embora elas sejam focadas em esportes e não em derrotar outros personagens.

Como em outros mundos abertos, os personagens também podem realizar todos os tipos de atividades, como pintar ou ouvir música, além de se unir a outros jogadores para resolver quebra-cabeças ou criar trabalhos em conjunto.

De maneira semelhante ao que acontece no jogo Minecraft, o mundo vai evoluir à medida que os jogadores implantarem suas construções. As possibilidades, segundo o Horizon, são infinitas; os usuários podem chegar à Lua ou outros planetas.

Para construir objetos e edifícios, o Horizon usará o Horizon World Builder, que trabalha com a técnica de arrastar e soltar usando a realidade virtual. Com as mãos (com os controles do VR, na verdade), os usuários podem selecionar diferentes formas e objetos 3D e clicar para compartilhá-los com outros jogadores.

Via: The Verge