EnglishPortugueseSpanish

Levantamento realizado pela Anatel em julho mostra que, atualmente, mais da metade da base brasileira de internet fixa é de velocidade de 34 Mbps para cima. Este número equivale a 17,7 milhões de pessoas ou 51,9% do total de acessos contabilizados no referido mês. Ao todo, julho obteve 34,1 milhões de registros de acessos à rede mundial de internet.

O dado também mostra que as grandes operadoras são as detentoras da maior parte dos acessos registrados nesta velocidade, sendo 12,4 milhões de clientes destas empresas. Este número representa uma alta anual de 37,9% de contratos firmados. Neste sentido, também se destacam empresas de pequeno porte do ramo, que totalizam 5,1 milhões de usuários, o equivalente a 145,3% de alta em apenas um ano.

publicidade

Também segundo o estudo, os contratos firmados especificamente com esta velocidade por meio de operadoras de internet cresceram 58% no ano. A Anatel associa o crescimento à instalação de fibra óptica por todo o país, pois em julho foram registrados 13,6 milhões de acessos por fibra. O número representa uma alta de 63% no serviço em um ano, contribuindo para os 39,8% de acessos totais no Brasil utilizando a tecnologia.

Sashkin-.-Shutterstock.jpg

Anatel acredita que aumento da média de velocidade de internet dos brasileiros tenha sido influenciado pela instalação de fibra óptica no país. Créditos: Sashkin/Shutterstock

Ainda sobre a internet por fibra, o levantamento indica que empresas de pequeno porte do ramo somam 8,1 milhões de contratos, deixando para traz grandes operadoras, que possuem, juntas, 5,5 milhões de acessos. No entanto, em números gerais, os grandes polos tiveram uma taxa de ritmo de crescimento maior do que as pequenas empresas, sendo 67,1% contra 60,7%.

A análise também indica que faixas de velocidade como 2 Mbps e 12 Mbps apresentaram queda de 25% no mesmo período, estando presente hoje em 6,7 milhões de contratos. 6,6 milhões de acordos contemplam internet de 12 Mbps a 34 Mbps, assim como 2,8 milhões oferecem velocidade entre 512 Kbps a 2 Mbps.

Outro número que pode ser destacado nos dados divulgados pela Anatel é que 345 mil clientes ainda continuam utilizando serviços de internet os quais não ultrapassam os 512 Kbps.

Desempenho das operadoras

Para que o levantamento fosse possível, a Anatel também teve que analisar os dados das operadoras de internet no país. Diante dos números, a Claro continua líder no mercado, encerrando julho com 9,7 milhões de contratos firmados, um crescimento de 2,6% ao ano. Apesar da pequena rede de fibra da empresa, o serviço também obteve aumento de 5,3% ao mês.

Rafapress-.-Shutterstock.jpgClaro permanece líder no fechamento de contratos de internet. Créditos: Rafapress / Shutterstock

A Vivo, por sua vez, registrou apenas alta mensal de 3,3% nos contratos formados para internet por meio de fibra. Mas a empresa obteve derretimento de 10% em um ano. A base de fibra óptica da Oi também aumentou 9,5% frente junho, apesar do recuo de 12,4% da sua base total.

A Tim encerrou o sétimo mês do ano em alta, com 17,7% de crescimento de sua base total em um ano, e 4,4% em um mês de clientes que utilizam fibra. A Algar também finaliza julho com crescimento de 9,3% de contratos ao ano, e um salto de 2,4% no mês referente à internet por meio de fibra.

Fonte: Teletime