EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Ministra da Ciência do Reino Unido, Amanda Solloway, anunciou um investimento de 10 milhões de libras (cerca de R$ 71,5 milhões) do governo e indústria locais para a construção de um computador quântico que estará disponível para uso comercial nos próximos anos.

Fisicamente localizado em Abingdon, Oxfordshire, o computador poderá ser acessado remotamente por parceiros e consumidores para executar aplicações em aprendizado de máquina, simulação de materiais e finanças. O computador será construído pela companhia norte-americana Rigetti Computing, sediada na Califórnia, em parceria com organizações como a Universidade de Edimburgo, Oxford Instruments, Standard Chartered Bank e Phasecraft.

publicidade

A Rigetti irá fornecer a tecnologia de qubits (bits quânticos) supercondutores na qual a máquina será baseada, e ela será armazenada em um refrigerador de diluição fornecido pela Oxford Instruments. O dispositivo usa isótopos de Hélio (Hélio-3 e Hélio-4) para atingir temperaturas de 2 milionésimos de Kelvin, próximas do zero absoluto.

A Universidade de Edimburgo irá desenvolver novas formas de testar o hardware e o desempenho dos programas. O Standard Chartered Bank irá trabalhar no desenvolvimento de usos para a tecnologia no setor de finanças, e a Phasecraft irá desenvolver algoritmos quânticos para segmentos como o design de materiais, energia e farmacêutico.

publicidade

Solloway disse: “Nossa ambição é ser a primeira economia pronta para a computação quântica no mundo, o que poderá fornecer às empresas e indústrias do Reino Unido bilhões de libras em oportunidades. Portanto, estou muito satisfeita que as empresas em todo o país tenham acesso ao nosso primeiro computador quântico comercial, a ser baseado em Abingdon. “

O consórcio espera que o computador esteja em operação no segundo semestre de 2021.

Fonte: ZDNet