EnglishPortugueseSpanish

No que diz respeito à segurança, as questões antitruste sobre empresas de tecnologia foram as mais evidentes deste ano e o Google se destacou como um dos principais alvos dessa política. Agora, de acordo com o New York Times, todo o Departamento de Justiça dos Estados Unidos se prepara para lançar um caso oficial de antitruste contra o próprio Google.

Questões antitruste são aquelas relacionadas ao conjunto de normas que regulam a conduta e a organização de empresas corporativas, a fim de promover uma concorrência justa em prol dos consumidores.

publicidade

Ainda segundo o New York Times, que teve acesso a fontes anônimas, o processo contra o Google pode já acontecer em algum momento até o fim do mês de setembro, com William Barr, procurador-geral particular, empurrando o caso para sua conclusão o mais rápido possível.

Reprodução

Questões antitruste. Imagem: Hafakot/Shutterstock

O nome de Barr foi praticamente confirmado depois que cinco diferentes pessoas informadas por meio das conversas internas do Departamento de Justiça contaram que o procurador-geral recentemente rejeitou alguns casos com a justificativa de que é necessário gastar muito tempo na construção de um caso contra uma das principais empresas de tecnologia do mundo.

Além disso, outras três fontes anônimas disseram que funcionários do Departamento de Justiça estadunidense determinaram aos advogados que estão envolvidos em todo o inquérito antitruste contra a Alphabet, empresa-mãe do Google, que terminem o trabalho até o fim deste mês.

Por sua vez, o Google participou, com seu CEO Sundar Pichai, de uma audiência antitruste que, no dia 29 de julho, reuniu também os CEOs da Apple, Amazon e Facebook para uma conversa sobre essas questões de segurança relacionadas às quatro empresas gigantes.

Embora o Facebook seja o mais afetado pelas políticas antitruste, o Google pode estar diante de um processo muito difícil.

Via: Tech Times