Um artigo publicado pela revista Scientific American sugere que o vírus Sars-Cov-2 está relacionado a algumas doenças cardíacas, principalmente a miocardite, uma inflamação do músculo do coração. O estudo foi realizado observando o histórico de alguns atletas profissionais e universitários americanos. De acordo com o relatório, cerca de 30% dos estudantes apresentaram a patologia.

O estudo demonstrou o problema em atletas universitários no início de agosto, mas a comunidade científica vem examinando a questão há meses, e já se sabe que pode existir relação entre a Covid-19 e as complicações cardíacas dos pacientes, mesmo os que tiveram sintomas leves.

publicidade

shutterstock_1661919928.jpg

 De acordo com alguns pesquisadores, pode haver relação entre Covid-19 e doenças cardíacas. Imagem: Shutterstock

Estudos

No início da pandemia, ainda em março, pesquisadores em Wuhan rastrearam a miocardite em alguns dos primeiros pacientes infectados pelo vírus Sars-Cov-2. De um total de 416 pessoas analisadas no estudo, 20% apresentaram indicações de problemas no coração.

Em julho, ao realizar um exame de ressonância magnética em um grupo de 100 pacientes já diagnosticados com Covid-19, um grupo alemão observou que, mesmo curadas, as pessoas ainda apresentavam doenças relacionadas ao coração.

Apesar das evidências entre a infecção por Sars-Cov-2 e algum problema cardíaco, as razões ainda não são tão claras. Alguns médicos relatam que, por trazer complicações respiratórias, a doença pode fazer com que o coração trabalhe mais e, por consequência, acabe tendo desenvolvendo alguns problemas

O que já se sabe é que a Covid-19 é uma doença que apresenta problemas inflamatórios no paciente e o coração seria um dos órgãos afetados. No entanto, é intrigante para cientistas que pessoas com perfil mais jovem, consideradas fora do grupo de risco e que tiveram sintomas leves da doença também estejam apresentando problemas cardíacos.

Ao relacionar diretamente os casos de problemas cardíacos e infectados por Covid-19 a maior dúvida entre médicos e pesquisadores se deve ao fato do coração ser um órgão muito complexo. Ele é composto por células musculares que recebem nutrientes e oxigenação através dos vasos sanguíneos, além das células que são responsáveis por manter os batimentos e coordenar os impulsos elétricos. Isso significa que qualquer parte desse sistema poderia apresentar problemas e se tornar um fator complicador importante.

Dados desconhecidos

As pesquisas desenvolvidas pelo mundo avançam para criar uma base de entendimento, para então determinar se há relação direta entre pacientes infectados pelo Sars-Cov-2 e problemas cardíacos, mas estabelecer os motivos ainda é difícil. É importante que os pacientes, mesmo curados, continuem sendo acompanhados, pois ainda não se sabe quando os sintomas cardíacos surgem, qual seu tempo de duração ou o que os tornam prováveis.

Fonte: Scientifc American