O grafite, material utilizado para fabricar lápis, pode ser um futuro aliado para o diagnóstico do câncer de mama e de outras doenças. Pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, o CNPEM, em Campinas, no interior de São Paulo, desenvolveram um dispositivo que usa a substância para um novo tipo de exame. Além de ser mais barato se comparado aos testes atuais, é mais prático e rápido levando apenas 15 minutos para fornecer o resultado.
 
O projeto ainda está em fase inicial, mas já possui resultados promissores publicados na American Chemical Society. Em camundongos, além de identificar a presença ou não do câncer de mama, o exame foi capaz de identificar em qual estágio a doença estava.Como se trata apenas de um teste, ainda não há um prazo para que o novo exame seja usado regularmente. Além disso, ainda é preciso ter a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa. Para mais detalhes acesse: www.olhardigital.com.br.