Pesquisadores do Instituto de Geofísica da Universidade Técnica de Zurique, na Suíça, identificaram um fenômeno estranho em Marte. Trata-se de uma inclinação inesperada do solo, que ocorre durante os eclipses solares.

Os cientistas analisavam dados da sonda InSight, que pousou em Marte em novembro de 2018, para saber se alguns dos fenômenos que ocorrem na Terra durante um eclipse se repetem por lá. Os sensores da InSight não detectaram o fenômeno, mas o sismógrafo da sonda detectou algo estranho: uma inclinação no solo marciano sempre que Phobos passava em frente ao Sol.

publicidade

A equipe especulou várias hipóteses, mas foi um radiômetro infravermelho que forneceu a pista para explicar o fenômeno. Ele registrou uma pequena queda na temperatura na superfície durante o trânsito mais longo de Phobos. Depois disso, há um período de cerca de um minuto e meio em que o solo se aquece novamente à temperatura que tinha antes do trânsito.

A equipe acredita que essa é a causa da inclinação. O sismólogo Martin van Driel explica que o solo se esfria durante o eclipse, se deforma de modo desigual e isso inclina o instrumento. A partir dessa descoberta, é possível entender melhor a relação entre Phobos e Marte, bem como prever o que acontecerá com a lua no futuro. Saiba mais detalhes em www.olhardigital.com.br.