EnglishPortugueseSpanish

Navio autônomo usa energia solar e inteligência artificial

Redação 8 de setembro de 2020
publicidade

Um navio autônomo está prestes a tentar a travessia do Atlântico Norte. O objetivo é repetir a viagem do Mayflower, que levou os primeiros colonos ingleses para a América do Norte em 1620. A embarcação foi desenvolvida pela ProMare, com apoio da IBM, e sairá de Plymouth, na Inglaterra, com destino a Plymouth, em Massachusetts, nos Estados Unidos.

O Mayflower Autonomous Ship tem pela frente uma jornada de mais de 5 mil quilômetros, que começa em 16 de setembro e não tem duração precisa. Essa será a primeira travessia transatlântica não tripulada movida a energia solar e inteligência artificial.

publicidade

A inteligência artificial do navio é capaz de analisar as condições marítimas e meteorológicas e tomar decisões de forma autônoma. Com radar, lidar, câmeras e satélites, o sistema da embarcação compara o que vê com um banco de dados de mais de um milhão de imagens marítimas. Depois, cria um mapa de risco que a ajuda a reagir a obstáculos, intempéries e tráfego marítimo.

Se a viagem for concluída com sucesso, essa tecnologia pode ser usada em balsas de carga, para transporte de passageiros, em navios quebra-gelo robóticos, em rebocadores, em traineiras e em navios de pesquisa científica.

publicidade