EnglishPortugueseSpanish

Um novo recurso na segunda versão do Windows Subsystem for Linux (WSL) permite que os usuários montem e acessem discos formatados com um sistema de arquivos nativo do Linux, como o ext4, diretamente a partir do Explorador de Arquivos.

A novidade está presente na versão 20211 do Windows 10, já disponível para os “Insiders”, usuários que ajudam a Microsoft a testar novos recursos do sistema operacional. Para acessar um disco, os usuários devem primeiro montá-lo com o comando “wsl –mount“, seguido do caminho para o disco que se quer acessar, usando uma janela do PowerShell. Depois de montado, o conteúdo do disco ficará acessível no Explorador de Arquivos, sob a pasta \wsl$, ou clicando no ícone Linux na barra de acesso rápido à esquerda da janela.

publicidade

Há algumas limitações: apenas discos inteiros podem ser acessados com o comando, não partições. Ou seja, se o disco de sua máquina tem duas partições, uma com o Windows e outra com o Linux, não será possível acessar o conteúdo da partição Linux usando o comando acima. Além disso, apesar do suporte a discos externos conectados via USB, não há suporte a pendrives.

A Microsoft vem investindo cada vez mais na integração entre o Windows e o Linux, com o kernel Linux sendo incluso como um componente do Windows 10 e a capacidade de executar aplicativos Linux com interface gráfica junto aos aplicativos Windows. Anteriormente, apenas os aplicativos de linha de comando eram suportados.

Anteriormente o CEO da Microsoft, Satya Nadella, afirmou que a empresa “ama” o Linux. A integração entre os sistemas operacionais é vista pela empresa como uma forma de tornar o Windows mais atraente para programadores que desenvolvem sistemas para a web, que normalmente são implementados em servidores rodando Linux.

Fonte: ZDnet