Categoras: Notícias

Asus abre programa de testes do Android 11 para usuários do Zenfone 6

Proprietários do Zenfone 6 já podem ingressar ao programa de testes beta do Android 11, iniciado pela fabricante taiwanesa Asus nesta terça-feira (15). A empresa ainda não confirmou qual será o planejamento de datas para a versão definitiva do sistema operacional móvel do Google para seus smartphones, mas o beta deve contemplar as suas principais funções.

O beta do Android 11 (build 18.0610.2009.37) já se encontra disponível e traz algumas novidades não somente para o código-fonte em si, mas também para a interface ZenUI, que comporta as modificações da Asus no sistema operacional original.

Dentre os novos recursos, destacam-se a navegação por gestos para lançadores terceirizados de apps, além da remoção de funções como o agrupamento inteligente de programas e o suporte a pacotes de ícones. Finalmente, a Asus integrou o módulo PowerMaster de gestão de sistema às configurações de bateria.

Captura de tela mostra o changelog – a lista de alterações – do Android 11 no Zenfone 6. Imagem: Reprodução/XDA-Developers

Vale ressaltar que ainda não há uma versão otimizada para download (OTA), então usuários elegíveis ao teste da versão beta do Android 11 pela Asus deverão baixar o pacote completo do sistema operacional, que pesa pouco menos de 1,4 GB.

Como sempre, é extremamente recomendável que você faça um backup da versão atual estável do Android (Android 10 build 17.1810.2009.176), uma vez que versões em beta são, antes de tudo, materiais em testes.

Consequentemente, elas podem ser propensas a erros não previstos. Não deve ser o caso aqui, uma vez que a build atual do Android 11 já conta com uma base estável, mas outros parâmetros dela podem trazer engasgos.

Com um backup, você conseguirá fazer o downgrade para a versão anterior em caso de algum erro mais crítico.

Via: XDADevelopers

Fonte: XDA Developers

Esta post foi modificado pela última vez em 15 de setembro de 2020 19:18

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Rafael Arbulu