Embora a Apple tenha realizado um evento na última terça-feira (15), aqueles que esperavam o anúncio de novos iPhone ficaram desapontados. A apresentação focou no novo Apple Watch 6, Apple Watch SE e iPads.

Por conta disso, a data de lançamentos dos novos smartphones da empresa ainda é um mistério. No entanto, há um palpite de que os dispositivos podem ser revelados em 13 ou 14 de outubro – propositalmente terça e quarta-feira, dias da semana em que a companhia geralmente marca seus eventos. 

publicidade

O que se sabe é que o lançamento da nova linha de iPhones está atrasado em algumas semanas – e que a Apple não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. Como os eventos de revelação da empresa geralmente acontecem em setembro, um atraso do tipo empurra um possível lançamento para o mês seguinte.

Uma data tão próxima para a revelação dos aparelhos pode ser arriscada, mas, segundo o site Nikkei Asian Review, a empresa vai iniciar a produção de seus iPhones 5G ainda em setembro. Além disso, a companhia vai querer ter estoque suficiente para suprir a demanda da Black Friday.

Reprodução

Um palpite indica que os novos iPhones podem ser revelados em 13 ou 14 de outubro. Foto: Bagus Hernawan/ Unsplash

Por fim, é do interesse da Apple lançar seus aparelhos em um momento em que há baixa probabilidade de que os novos iPhones sejam “apagados” por notícias mais importantes. Já que a eleição presidencial dos Estados Unidos foi marcada para 3 de novembro, provavelmente a segunda quinzena de outubro será tomada por notícias relacionadas.

Vale lembrar que, mesmo com essas informações, pode ser que a empresa mude de ideia, já que não houve nenhuma confirmação de quando o lançamento dos aparelhos deve ocorrer. Por enquanto, tudo não passa de palpite.

Apple Watch sem carregador

Na terça-feira (15), como parte do evento Time Flies, a Apple lançou os novos Apple Watch Series 6 e Apple Watch SE. Além da boa notícia do lançamento dos novos dispositivos, a empresa também revelou algo que não deve agradar a seus usuários: os relógios inteligentes não serão vendidos com o carregador, que passará a ser comprado a parte.

De acordo com a Apple, o motivo é puramente ambiental, visto que essa mudança deve economizar uma quantidade de carbono equivalente ao que é emitido por 50 mil carros por ano. Isso significa que, nas versões anteriores, a Apple estava produzindo milhões de carregadores só para enviá-los com os smartwatches, fora as unidades vendidas individualmente.

Via: Cnet