EnglishPortugueseSpanish

Se depender do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em breve você poderá votar nas eleições sem sair de casa. A instituição publicou um edital de chamamento público a empresas de Tecnologia para receber propostas de soluções para o sistema eletrônico de votação, “preferencialmente online”, como define o comunicado oficial.

A iniciativa faz parte do projeto “Eleições do Futuro”, e quer modernizar o processo eleitoral adotado no Brasil desde 1996. As empresas interessadas poderão demonstrar suas propostas no dia 15 de novembro – data do primeiro turno das Eleições Municipais  – nas cidades de Curitiba (PR), Valparaíso de Goiás (GO) e São Paulo (SP).

publicidade

“As urnas eletrônicas se revelaram até agora uma excelente solução, mas elas têm um custo elevado e exigem reposição periódica. Mesmo que, em um primeiro momento, os eleitores continuem a ter que comparecer às seções eleitorais, para a proteção do sigilo, só a economia de centenas de milhões de reais com a substituição de urnas já representa um grande ganho”, afirma o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.

Ascom/TSE

Ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE. Imagem: Ascom/TSE

O tribunal receberá propostas para participar da demonstração gratuita entre os dias 28 de setembro e 1º de outubro. Até o dia 2 de outubro, poderão ser agendadas reuniões técnicas individualizadas com a participação de técnicos da empresa e da equipe do TSE. As demonstrações serão monitoradas pela Justiça Eleitoral  e somente serão avaliadas as sugestões que agreguem segurança ao processo eleitoral, em especial no que diz respeito ao sigilo do voto.

Os melhores projetos serão repassados aos ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes, que serão os responsáveis por organizar e conduzir as Eleições de 2022. De acordo com o TSE, um desafio a ser considerado é a “questão da desigualdade do acesso da população à internet”. Propostas devem levar em conta que boa parte da população não possui acesso a smartphones e tablets.

Via: TSE