EnglishPortugueseSpanish

Oracle terá acesso ao código-fonte do TikTok

Redação 22/09/2020 21h35, atualizada em 22/09/2020 23h12

A chinesa ByteDance dará acesso ao código-fonte do TikTok dos Estados Unidos à Oracle. O aplicativo chinês foi quase banido pelo governo americano no domingo, mas teve seu veto temporariamente adiado graças ao aval a um acordo entre a Oracle e o Walmart para administrá-lo.

Agora, os Estados Unidos querem garantir que não haverá acesso aos dados dos cidadãos americanos por backdoors. Isso permitiria que o governo chinês espionasse os usuários. A condição foi oferecida pela própria ByteDance, em um esforço para mostrar que existe segurança no uso do aplicativo de vídeos curtos.

publicidade

A iniciativa é uma tentativa de fechar um acordo entre os países para permitir que o app permaneça no mercado americano. Apesar disso, ainda há dúvidas sobre a continuidade do TikTok no país. Isso porque ainda é preciso que o governo da China aprove o acordo.

Por outro lado, a aprovação de Donald Trump não acaba com os problemas do TikTok no país. A ação apenas adiou por uma semana o prazo que se encerraria no dia 20. O presidente deve retirar formalmente as ordens de bloqueio até o fim da semana, para daí o aplicativo estar totalmente livre para funcionar no país.