EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Recentemente, a Microsoft revelou algumas informações sobre a retrocompatibilidade do Xbox Series X com os consoles anteriores. No entanto, até então, nada havia sido mostrado em relação à maneira com que o Series S rodaria os mesmos jogos. Agora, alguns detalhes foram revelados.

Em entrevista com os desenvolvedores do hardware, o site EuroGamer descobriu que as melhorias no desempenho dos games não serão exclusivas do console mais caro. Foi informado que o Series S também representará um salto tecnológico significativo entre gerações.

publicidade

Como exemplo, os desenvolvedores citaram os títulos do Xbox original, lançado em 2001. O Series S rodará esses games com uma resolução melhorada. A expectativa é de se tenha um aumento de até três vezes, o que significa que os jogos que rodavam a 480p no lançamento original consigam atingir até 1.440p no novo console.

Reprodução

Xbox Series S também pode representar um salto tecnológico entre gerações. Foto: Microsoft/ Divulgação

Para os jogos do Xbox 360 que já foram aprimorados para o Xbox One X, o upgrade também acontece, mas em menor proporção, já que os games vão de 720p para 1.440p. Embora isso não corresponda necessariamente ao 4K visto no One X, existe potencial para melhorar o desempenho dos games em outros elementos graças à arquitetura de CPU Zen 2 presente no console.

publicidade

Retrocompatibilidade com o Xbox One

Sabe-se que as formas como o Series S e X lidam com os títulos de Xbox One variam. Apenas o Series X será beneficiado dos aprimoramentos do Xbox One X – o que normalmente se resume a aumento de resolução, texturas com mais qualidade e outros efeitos gráficos. O Xbox Series S terá potencial adicional para melhorar a experiência dos títulos do Xbox One S, console padrão da geração atual.

Isso é limitante em alguns aspectos, porque um jogo modificado para rodar a 900p não terá melhorias no Series S, por exemplo. No entanto, o novo console consegue se beneficiar de resoluções aumentadas em títulos que usam escalonamento de resolução dinâmica, bem como melhorias para qualidade de filtragem e textura.

Obviamente, a execução de jogos a partir do armazenamento do console reduz significativamente os tempos de carregamento, enquanto o Auto HDR apresenta melhorias em todos os games que possuem suporte à funcionalidade.

O dobro de frames

No entanto, o que os dois novos consoles devem fazer é conseguir, em títulos selecionados, executar softwares com o dobro de frames. “Projetamos o Series S para aprimorar os jogos do Xbox One S de uma forma que o Xbox One X não consegue”, revela Andrew Gordon, arquiteto do sistema.

“Facilitamos a atualização dos jogos existente do Xbox One S para rodar com o dobro de taxa de quadros quando jogados no Series S. Quando os games são atualizados, podem realizar verificações para determinar se estão rodando no novo console. E em termos de desempenho, o Series S oferece bem mais que o dobro do desempenho efetivo de CPU e GPU do Xbox One padrão, tornando isso bastante significativo para os jogos. Além disso, a GPU do Series S executa os jogos vistos no Xbox One S de maneira melhor que o Xbox One X”, completa Gordon.

Anteriormente, quando um jogo não usava toda a capacidade do Xbox One X, a GPU se dividia entre processamento de vértice e pixel, o que apresentava um resultado interessante para rodar alguns títulos, mas não explorava completamente o potencial do console.

Segundo os desenvolvedores do novo aparelho, isso não acontece, já que foram projetados para rodar os títulos do Xbox One usando toda a potência da CPU e da nova GPU RDNA 2. Assim, como é possível perceber, os títulos existentes serão aprimorados de maneiras diferentes no Series S e X.

De qualquer forma, os consoles chegam ao mercado brasileiro em novembro deste ano – ainda sem data definida. O Xbox Series X será vendido por R$ 4.999 e o Series S por R$ 2.999.

Via: EuroGamer