Aparelhos auditivos trazem melhorias significativas à qualidade de vida das pessoas com perda de audição, mas seus preços podem torná-los inacessíveis. Pensando nisso, o bioengenheiro indiano Saad Bhamla inventou um dispositivo semelhante de confecção simples e barata que, segundo ele, poderia custar somente um dólar se produzido em grande escala. 

A origem do projeto aconteceu há quinze anos, quando Bhamla sonhava em dar um aparelho auditivo de presente para seus avós. Para sua surpresa, o preço do item era muito mais alto do que ele, à época um estudante de graduação, poderia pagar. Isso o motivou a pesquisar maneiras alternativas de produzir a peça em colaboração com um colega que é deficiente auditivo.    

publicidade

Para chegar à versão final do produto, descrito recentemente na revista Plos One, eles soldaram um microfone numa pequena placa de circuito para captar o som próximo, e adicionaram um amplificador e um filtro de frequência para aumentar o volume dos sons mais agudos, acima de 1000 hertz. 

Por último, eles incorporaram um suporte de bateria, um controle de volume, um botão liga/desliga e um conector de áudio para fones de ouvido comuns. O resultado recebeu o nome de “LoCHAid”, e é tão pequeno quanto uma caixa de fósforos.  

Reprodução

Saad Bhamla e sua invenção, o LoCHAid. Imagem: Reprodução/Craig Bromley

Segundo Bhamla, o aparelho é extremamente fácil de ser confeccionado: basta ter os objetos necessários, um ferro de solda e uns 30 minutos livres para fazê-lo. Em testes realizados no laboratório do Instituto de Tecnologia da Georgia (Georgia Tech), onde Bhamla é professor, o dispositivo foi capaz de aumentar sons agudos em até 15 decibéis, além de preservar os sons mais graves. 

Pontos negativos 

Na avaliação do médico especializado em ouvidos Frank Lin, que não está envolvido na invenção, o aparelho é “incrivelmente atraente”. Por outro lado, o fato de ser muito simples tem algumas desvantagens, sendo que a principal é que ele não pode ser ajustado para necessidades individuais. 

De acordo com o site Crônicas da Surdez, a confecção de um aparelho auditivo comum passa por várias etapas customizadas para cada comprador, incluindo audiometria, molde e consultas posteriores para realizar ajustes. Em parte, isso explica os preços elevados, que variam entre R$ 2 mil e R$ 15 mil.      

Por enquanto, o LoCHAid pode atenuar as dificuldades auditivas, mas fica devendo especificações profissionais. Segundo o Georgia Tech, os pesquisadores envolvidos no projeto continuam trabalhando para aprimorá-lo, e o próximo passo, agora, é submetê-lo a testes clínicos oficiais para que ele possa ser certificado oficialmente como aparelho auditivo nos Estados Unidos. 

Via: Science Mag