EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Tesla lançou uma nova atualização para seu software de piloto automático que permite carros avançarem automaticamente o sinal verde sem um veículo de referência à frente. A companhia, no entanto, introduziu a novidade com cautelas. O sistema, chamado de Traffic Light and Stop Sign Control, ainda requer que o condutor pressione o acelerador para confirmar o comando.

Segundo a fabricante de carros elétricos, o novo recurso pode não solicitar uma ação explícita do motorista quando o veículo, em movimento, se aproximar de um semáforo na fase verde para atravessar um cruzamento por um caminho reto.

publicidade

A ferramenta, no entanto, não deve permitir manobras para virar à direita ou à esquerda nas intersecções de tráfego. Além disso, a companhia afirmou que a confirmação do condutor ainda será necessária caso o veículo esteja anteriormente parado no semáforo vermelho.

Em junho, a Tesla liberou uma atualização para carros avançarem no sinal verde a partir do reconhecimento do movimento do veículo à frente. A nova atualização é o início para dispensar a associação do sistema aos outros carros na via – isso deve aprimorar o uso do Autopilot em centros urbanos. Desde abril, o software pode detectar e parar os automóveis da montadora automaticamente em semáforos vermelhos.

Reprodução

CEO da Tesla, Elon Musk, afirmou recentemente que o serviço de piloto automático da Tesla dará um “salto quântico” em breve. Imagem: Reprodução Flickr

publicidade

Como lembra o Electrek, esse tipo de cautela já foi aplicado em outras atualizações da Tesla. Inicialmente, o sistema automático de troca de faixas solicitava uma confirmação do condutor para executar os movimentos. Após coletar e analisar dados de direção de usuários, a Tesla aprimorou o recurso, que hoje é completamente autônomo.

Novidades em breve

Em setembro, o presidente da Tesla, Elon Musk, afirmou que a versão final do software de piloto automático da montadora deve receber sua versão final nos próximos meses. O empresário disse em um evento com acionistas da companhia que um beta privado do Autopilot será apresentado “em um mês, mais ou menos”. Ou seja, podemos esperar novidades em outubro ou novembro.

Segundo Musk, os engenheiros da Tesla fizeram avanços significativos nos sistemas de categorização de vídeos em 3D e melhoraram a rede neural do veículo. Já em agosto, o executivo afirmou que uma reformulação do sistema vai promover “um salto quântico” no serviço.

Via: Electrek