Categoras: Notícias

Novos recursos do Google Maps tornam o uso do Live View mais fácil

Há pouco mais de um ano o Google lançou o Live View, recurso do Google Maps que usa realidade aumentada para ajudar o usuário a se deslocar, sobrepondo a imagens da câmera setas e marcadores indicando o caminho a seguir. Nesta quinta-feira (1) a empresa anunciou algumas mudanças no recurso, que o tornam mais fácil de usar e mais útil no dia-a-dia.

Segundo o Google, estas mudanças são possíveis graças a melhorias na Global Localization, tecnologia na qual o Live View é baseado. Agora ela leva em consideração a topografia de um local para mostrar de forma mais precisa o pin de destino na tela. Compare as imagens abaixo, ambas mostrando o mesmo local (a famosa Lombard Street) em San Francisco.

Pin indicando a Lombard Street no modo Live View do Google Maps, antes e depois das mudanças na Global Localization. Imagem: Google

A primeira mudança é a inclusão de pontos de referência, como edifícios famosos, parques e pontos turísticos, na imagem, além da distância até eles. Segundo o Google, isso torna mais fácil para o usuário entender sua posição em relação ao ambiente, permitindo que se oriente mais rapidamente.

Inicialmente serão inclusos marcos de 25 cidades, como o Empire State Building em Nova York e o Panteão em Roma, além de pontos em Amsterdã, Bangkok, Barcelona, Berlim, Budapeste, Dubai, Florença, Istanbul, Kuala Lumpur, Kyoto, Londres, Los Angeles, Madri, Milão, Munique, Osaka, Paris, Praga, San Francisco, Sydney, Tóquio e Vienna

Indicação de um ponto de referência (o Empire State Building, no destaque em vermelho) no modo Live View do Google Maps. Imagem: Google

Outra novidade é a integração do Live View com a navegação usando transporte público. Por exemplo, se você estiver em um trajeto que inclui um trecho de metrô e outro a pé, poderá usar o Live View na última parte da jornada. Algo “particularmente útil quando você sai de uma estação e não sabe para que lado ir”, segundo o Google (quem nunca?).

Por fim, em breve o Live View também irá suportar o compartilhamento de localização, algo útil, por exemplo, se você tiver combinado de encontrar alguém em um parque: compartilhe sua localização e a pessoa verá setas indicando o caminho e distância até você.

No destaque em vermelho, botão para abrir o Live View em uma rota mista, que inclui transporte público e um trecho a pé. Foto: Google

Segundo o Google, usuários do Maps no Android e iOS começarão a ver o Live View no transporte público, o compartilhamento de localização e o novo pin mais preciso “nas próximas semanas”. Os pontos de referência vão aparecer no app “em breve”, e mais cidades serão adicionadas com o tempo.

Fonte: Google

Esta post foi modificado pela última vez em 2 de outubro de 2020 12:10

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Rafael Rigues