EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O Twitter está repensando a aparência e funcionamento das notificações que aplica a mensagens com informações e notícias falsas ou manipuladas. Em entrevista à Reuters o Gerente de Integridade da empresa, Yoel Roth, afirma que a empresa quer torná-las “mais explícitas e diretas” e diminuir o tempo até que elas sejam aplicadas a uma mensagem.

Entre as mudanças em estudo estão a troca da cor da notificação, do atual azul para um magenta avermelhado. Outro ponto em estudo é se a rede deve ou não marcar os usuários que consistentemente postam desinformação.

publicidade

Segundo Roth, “nós ouvimos feedback de que seria útil saber se uma conta violou nossos termos ou foi marcada repetidas vezes, e estamos analisando as opções disponíveis”.

O Twitter começou a marcar mensagens com conteúdo falso, especialmente sobre a Covid-19, no início deste ano. Com o tempo, o “filtro” foi extendido também para desinformação sobre as eleições nos EUA e sobre movimentos cívicos.

publicidade

Segundo a empresa, “milhares” de posts já foram marcados, entre eles alguns do Presidente dos EUA, Donald Trump. No Brasil um vídeo postado pelo Presidente Jair Bolsonaro foi excluído. Ele mostrava Bolsonaro andando em meio ao público no Distrito Federal, enquanto especialistas de saúde no mundo inteiro recomendam evitar aglomerações como forma de reduzir o ritmo de transmissão do vírus.

A empresa garante que foca apenas no conteúdo das mensagens, e não em usuários ou contas específicas.Twitter, Facebook e Instagram estarão sob pressão no próximo mês, já que o nível de desinformação tende a aumentar com a proximidade das eleições nos EUA.

Fonte: Reuters