Warner Bros adia ‘The Batman’, mas ‘Matrix 4’ vem antes do previsto

Os estúdios Warner Bros. foram forçados a adiar a estreia do filme ‘Dune’ (“Duna”), dirigido por Denis Villeneuve. O motivo? O fechamento de duas redes de cinema em meio a preocupações com o avanço da Covid-19. Nesta terça-feira (6), a Warner informou que esse adiamento causou uma reorganização completa em seu calendário.

A má notícia é que diversos filmes foram consideravelmente adiados, como ‘The Batman’, que coloca Robert Pattinson no papel do icônico Homem-Morcego da DC Comics. A produção agora tem previsão de estreia para 4 de março de 2022. Anteriormente, o filme (que já havia sido adiado após o ator principal supostamente ter contraído a Covid-19) estava marcado para 1º de outubro de 2021 – data essa agora ocupada por ‘Dune’.

O dia 4 de março estava anteriormente reservado para um filme ainda não anunciado sobre ‘Minecraft’, o conhecido jogo criado pela Mojang. O filme agora foi retirado do calendário e segue sem previsão. Na mesma situação encontra-se ‘Black Adam’ (“Adão Negro”), outro filme da DC que tem como personagem principal o vilão titular (vivido por Dwayne “The Rock” Johnson), um rival do Capitão Marvel/Shazam.

The Batman, filme do herói da DC Comics estrelado por Robert Pattinson, foi adiado para 2022. Foto: Warner Bros./ Divulgação

A boa notícia em meio à reformulação de datas da Warner Bros. fica para ‘Matrix 4’: a volta da franquia que eternizou Keanu Reeves no papel do “escolhido” Neo estava anteriormente prevista para 24 de abril de 2022, mas com a remoção de ‘Adão Negro’ da lista, o filme dirigido por Lana Wachowski agora toma o seu lugar, com nova previsão de estreia marcada para 22 de dezembro de 2021.

Abre e fecha de salas de cinema

Toda essa situação vivida pela Warner começou com o adiamento de ‘Dune’, mas o que levou o filme a ser adiado em primeiro lugar?

Diversos jornais estadunidenses relataram que a empresa Regal Entertainment, dona de mais de 550 salas de cinema espalhadas pelo país, estaria novamente fechando suas portas devido ao novo coronavírus – a rede havia retomado atividades após um período sem funcionamento, mas um surto de novas infecções os forçou a parar os negócios mais uma vez.

No Reino Unido, a rede Cineworld também anunciou, pelos mesmos motivos, o segundo fechamento de suas salas de cinema.

Como uma série de blockbusters eram esperados para estrear em ambas as empresas, o seu fechamento acabou deixando os estúdios sem opções de salas para exibir suas produções, levando ao adiamento de diversas películas.

No Brasil, alguns estados registraram o retorno dos cinemas mediante condições específicas de operação no último fim de semana: no Rio de Janeiro, foram 138 salas com 27 cinemas em operação, com ocupação máxima de 50% das poltronas e faturamento de R$ 120,5 mil, segundo o jornal O Globo

Fonte: Variety / Deadline 

Esta post foi modificado pela última vez em 6 de outubro de 2020 13:59

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Rafael Arbulu