EnglishPortugueseSpanish
publicidade

“Tem alguém assistindo?”

Se você já maratonou na Netflix, certamente se deparou com esse aviso. Se você assistir a dois episódios seguidos de uma série sem interagir com os controles do aparelho, dois minutos após o início do episódio seguinte, será exibida a pergunta. De acordo com a Netflix, o recurso foi criado para que o usuário “não se perca nos episódios nem consuma dados desnecessários” caso não esteja realmente assistindo.

publicidade

O usuário pode ignorar a mensagem e continuar assistindo ou desativar o início automático do próximo episódio. Mas a plataforma está testando a opção de desligar o pop-up de vez, para a alegria de muitos maratoneiros.

A empresa confirmou ao site The Verge que o teste é real e vem acontecendo há algum tempo em certas regiões. Na nova modalidade, a mensagem aparece da mesma forma, mas há uma opção de continuar “sem perguntar novamente”.

A plataforma de streaming vem investindo em mudanças de usabilidade para se manter num mercado que fica mais concorrido a cada dia. Recentemente, incluiu uma aba “New & Popular”, que reúne os títulos novos e populares disponíveis para os assinantes. 

Netflix/Divulgação

publicidade

Sede da Netflix em Los Angeles. Imagem: Netflix/Divulgação

A novidade inclui algumas listas já conhecidas pelo público, como a que exibe os filmes e séries adicionados recentemente ao catálogo e o Top 10 por país, atualizado diariamente. A grande sacada do “New & Popular”, porém, é fornecer aos usuários uma prévia do que está por chegar à plataforma.

O recurso também permitirá que os usuários definam lembretes para o conteúdo que tiverem interesse em assistir, mesmo que o lançamento esteja a meses de distância. Isso certamente será útil, já que a Netflix promete lançar mais originais em 2021 do que neste ano.

O movimento se justifica pela concorrência crescente no mercado de streaming. Com a chegada de novos serviços, como o Prime Video, Disney+, Hulu, e, no Brasil, Globoplay, a Netflix precisa se empenhar para manter seus assinantes entusiasmados com conteúdo novo e original.

Em 2019, o serviço registrou a primeira queda significativa de assinantes desde sua estreia, perdendo cerca de 130 mil clientes nos Estados Unidos. Na ocasião, o CEO Reed Hastings atribuiu o ocorrido ao aumento de preços e à baixa frequência de lançamentos originais.

Via: The Verge