EnglishPortugueseSpanish

A Huawei anunciou a data de lançamento da sua próxima linha de telefones, a Mate 40: 22 de outubro. Em uma publicação no Twitter, a gigante chinesa revelou a data do evento virtual, mas não deu mais detalhes sobre os modelos da nova série. De qualquer forma, já se sabe que ela será a última a contar com processador Kirin.

O que se espera é que a Mate 40 mantenha o foco da Mate 30 em relação às fotografias. Acredita-se também que o sensor de profundidade frontal seja dividido em dois e que a tela curva em “cachoeira” volte.

publicidade

Sobre o processador da linha, após várias sanções por parte do governo dos Estados Unidos, a Huawei afirmou que depois do Mate 40 não será mais possível produzir o Kirin. Por isso, acredita-se que a mesma performance da nova série de telefones da marca não poderá ser conferida em lançamentos futuros.

A gigante chinesa ainda não confirmou a informação, mas há rumores de que os novos smarpthones, que não contarão com o sistema Android, chegarão às mãos dos clientes apenas em 2021.

Processador Kirin 9000

A empresa de tecnologia afirmou que a série Mate 40 será a última a contar com o processador Kirin 9000. Isto porque os EUA têm aplicado sanções que impactam diretamente a produção de telefones da marca. Resumidamente, o governo liderado por Donald Trump proibiu que a Huawei trabalhe com outras empresas sediadas no país norte-americano.

Desta forma, fica inviável dar continuidade à produção do processador utilizado nos smartphones da chinesa. Embora eles sejam fabricados pela Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC), os chips da Kirin usam equipamentos provenientes dos Estados Unidos e a TSMC já confirmou que não vai mais poder vender componentes para a Huawei.

Mas o quadro pode ficar ainda pior. Com a proibição dos EUA em vigor, a lista de outras empresas que podem fornecer o processador para a gigante chinesa não é longa, sendo mais provável que sua próxima parceria seja firmada com a MediaTek.

Via: Engadget