EnglishPortugueseSpanish

A Foxconn é conhecida por ser a maior fabricante dos iPhones. Porém, a companhia pretende expandir os horizontes ao entrar no mercado de veículos elétricos. Para tal, ela divulgou a plataforma modular que será utilizada. A empresa quer fornecer componentes e serviços para 10% da frota elétrica do mundo entre 2025 e 2027.

Liu Young-way, presidente da companhia, informou que já está em negociações com várias montadoras. A empresa revelou que sua plataforma terá uma variedade de tamanhos, além de suporte para diferentes capacidades de bateria, tipos de suspensão e distância do solo. Com isso, a empresa pode fazer parceria com fabricantes de sedans, SUVs e até carros comerciais.

publicidade

Além da plataforma, a Foxconn está planejando lançar uma bateria de estado sólido para carros elétricos em 2024. A capacidade de armazenamento promete ser melhor que a das utilizadas atualmente. Liu também destacou que a empresa está ansiosa para lançar sua “plataforma aberta”, além de serviços conectados para carros, software de gerenciamento de veículos e frotas.

ReproduçãoFoxconn, maior fabricante de iPhone, pretende entrar no mercado de veículos elétricos. Foto: 360b/Shutterstock

Carros elétricos

A entrada da fabricante do iPhone no mercado de veículos elétricos não chega a ser novidade. Em janeiro, a Fiat Chrysler (FCA) afirmou que tinha planos para uma parceria com a Foxconn para produzir carros elétricos e desenvolver modelos conectados à internet na China. Na época, a empresa afirmou que lidaria com os eletrônicos e softwares, enquanto a FCA cuidaria do restante da fabricação.

A intenção da Foxconn parece ser criar um ecossistema semelhante ao que o Android já possui em algumas marcas. Além disso, a fabricação da plataforma pode acirrar a concorrência com a Tesla e outras empresas. Quando isso acontecer, a companhia planeja entregar equipamentos para mais de três milhões de veículos.

Via: Reuters/The Next Web