PlayStation 5 coletará dados de jogos para ajustar sistema de resfriamento

O chefe de mecânica e design da Sony, Yasuhiro Ootori, confirmou que o sistema de resfriamento do PlayStation 5 (PS5) será capaz de coletar dados individuais de jogos executados pelo console e, com essas informações, promover a otimização de seu desempenho. O executivo foi protagonista de um vídeo recentemente divulgado pela fabricante japonesa, onde ele mostrava os componentes internos do novo console.

No vídeo mencionado, um detalhe que chamou bastante atenção foi o considerável tamanho da ventoinha – um dos componentes do sistema que ajuda a dissipar o calor interno do PS5. Dotada de 120 milímetros de largura por 45 milímetros de espessura, a peça não tem só um porte avantajado: segundo Ootori, em entrevista ao site 4Gamer, ela tem um componente de software controlado pela Unidade de Processamento Acelerado (APU) do console – uma criação conjunta entre a Sony e a AMD que combina CPU e GPU para dar vida ao aparelho.

A ventoinha do sistema de refrigeração do PlayStation 5: componente será capaz de ajustar o próprio desempenho conforme o jogo em execução. Imagem: Sony/Divulgação

Vários jogos serão lançados no futuro, e os dados de comportamento da APU serão coletados. Nós temos o plano de otimizar o controle da ventoinha com base nesses dados”, contou Yasuhiro Ootori. Segundo ele, diversos sensores de temperatura estão posicionados na placa principal do PS5 com a finalidade de reunir os dados mencionados, permitindo que a Sony otimize o sistema de resfriamento conforme o jogo que estará em execução naquele momento.

Outros detalhes compartilhados por Ootori envolvem a escolha do material que compõe a principal peça de resfriamento do PlayStation 5: “a ventoinha elétrica foi criada para expulsar ar [quente] por ambos os lados da placa, o lado A e o lado B. O material do qual ela é composta é fibra de vidro e polivinil. Ela também tem fibra de Polibutileno Tereftalato”, ele conta. “A vantagem desse material é a de que ele é bastante forte e seu formato quase não é deformado pelo calor”. Segundo o engenheiro, a ventoinha foi desenhada para que tivesse folga o suficiente dentro do console para evitar a falha da unidade principal de processamento mesmo diante de demandas mais severas.

Em outras palavras, o sistema de resfriamento do console deve assegurar o seu funcionamento contínuo mesmo diante de um alto volume de trabalho.

Interface nova

Recentemente, a Sony também revelou a interface de usuário do PlayStation 5. Segundo a empresa, a nova experiência de usuários (UX) será completamente focada no jogador. Com isso, a forma de acessar os games e realizar outras atividades no videogame foi reformulada para oferecer uma verdadeira experiência de nova geração.

Um dos destaques é a presença de um Centro de Controle, onde os jogadores poderão acessar rapidamente as configurações gerais do console. Esse menu será acessível ao pressionar o botão PlayStation no controle DualSense.

Além disso, uma aba de atividades permitirá que você retome tarefas, acesse diretamente momentos específicos de alguns jogos e encontre desafios para completar. Esta última parte deve estar relacionada aos troféus, que a Sony também confirmou passarem por reformulação para o novo console.

O PlayStation 5 será lançado no Brasil no dia 19 de novembro, com preços de R$ 4.599 para a versão para jogos digitais; e R$ 4.999 para a versão com suporte a mídia física.

Fonte: 4Gamer (tradução via ResetEra)

Esta post foi modificado pela última vez em 19 de outubro de 2020 19:10

Compartilhar
Deixe seu comentário
Publicado por
Rafael Arbulu