EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A BR Distribuidora lançou oficialmente o aplicativo Hangarar. Ele funciona como um marketplace de contratação de serviços essenciais para o mercado de aviação particular.

De acordo com seus idealizadores, o serviço pretende centralizar todas as necessidades de um piloto de aeronave particular em sua viagem. Assim, a busca por combustível, aluguel de hangares, helipontos e a limpeza de aeronaves se torna mais rápida e prática.

publicidade

O gerente de Aviação da BR Distribuidora Rodrigo Mota ressaltou o potencial de facilitar o cotidiano de tripulações de voos particulares no Brasil. “Agora, quem utiliza o aplicativo Hangarar pode negociar o preço em tempo real, fazer o agendamento do seu abastecimento e ainda permitirá a consulta e contratação de outros serviços oferecidos nos diferentes aeroportos do país. Com isso, nós esperamos nos aproximar ainda mais dos clientes, tornando seus voos cada vez mais agradáveis e seguros”, afirmou.

Reprodução

Aviação privada é o foco do Hangarar. Foto: skeeze/Pixabay

Já Renato Vieira, gerente de inovação da empresa, deu ênfase a experiência de uso do aplicativo, que se assemelha a outros serviços de grande popularidade no mercado, como plataformas de entrega e venda. “A plataforma Hangarar possui o conceito de marketplace que reúne vários produtos em um mesmo lugar. É uma plataforma inovadora e fortalece a jornada do cliente como ponto central”, apontou.

publicidade

O Brasil se destaca no panorama da aviação por ter o segundo maior mercado do mundo, com grande força, principalmente, no ramo particular. São mais de 15 mil aeronaves registradas no país, com cerca de 11 mil delas utilizadas para viagens de negócios: 76% da frota total.

O atendimento deste grande mercado já seria o suficiente para justificar o desenvolvimento de um serviço como o Hangarar. Para além disso, no entanto, eles apostam no crescimento do mercado de aviação nacional, apostando principalmente no progressivo protagonismo do agronegócio e na recuperação econômica do Brasil, no médio prazo. 

Fonte: AeroFlap