EnglishPortugueseSpanish

Relatórios indicam que a Samsung deverá seguir o mesmo raciocínio da Apple e tirar carregadores e fones de ouvido das embalagens a partir da sua série S30. Marcada para ser lançada no ano que vem, a linha poderá incentivar os consumidores a adquirirem componentes sem fio da marca. A informação foi indicada em documentos surgidos na Coreia do Sul, país de origem da empresa.

A suspeita é que a série Galaxy S30 inclua apenas um cabo e uma ferramenta de ejeção de SIM na embalagem dos novos smartphones. A característica é contrária à linha Galaxy S20, que veio com um carregador de 25W e um par de fones de ouvido AKG USB-C.

publicidade

A iniciativa pode trazer grandes diferenças financeiras para a Samsung, pois a intenção é persuadir seus clientes a comparem componentes sem fio da empresa, assim como ocorreu quando ela incentivou os donos dos Galaxys S20 Ultra a fazerem a aquisição de um carregador sem fio por US$ 50. O objetivo, segundo a companhia, era ativar o modo de carregamento de 45W nos aparelhos.

Reprodução

Usuários do Galaxy S20 foram incentivados a comprar outro carregador da Samsung. Créditos: Samsung/Divulgação

Impacto ambiental

Para justificar a decisão de tirar carregadores e fones de ouvido de suas embalagens, a Apple falou sobre seus planos de, até 2030, se tornar 100% neutra em emissão de carbono também na cadeia de suprimento. A gigante da tecnologia ainda afirmou que um dos objetivos da ação era reduzir o volume de lixo eletrônico, sendo que, segundo ela, muitas vezes os clientes acabam não usando os componentes que vêm junto ao celular na caixa.

publicidade

No entanto, para a Samsung, esta alegação não deverá ser aplicada. Isto porque a empresa ainda será obrigada a continuar produzindo os objetos para vender aos usuários que precisam de substituições.

Assim como a ideia não agradou aos consumidores da Maçã, o plano da Samsung para seu lançamento de 2021 também deve desagradar seus clientes. Grande parte do descontentamento pode ser devido à empresa não ter ainda deixado claro se compensará a falta dos componentes no preço dos produtos.

Fonte: Android Authority