EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Quem olha para uma aranha pode deduzir instantaneamente que as pernas desse animal são de grande importância, afinal, elas não possuem duas ou quatro, mas oito patas. Isso poderia se aplicar a qualquer aranha, mas, segundo um estudo da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, há uma certa espécie que utiliza as pernas para além da locomoção: é com as patas que a Deinopis spinosa escuta suas presas e as transforma em refeição.

Publicado no jornal científico Current Biology, o estudo sobre as aranhas da espécie Deinopis spinosa as pintou como verdadeiras heroínas da Marvel – e não é para menos. Na natureza, esses animais utilizam a sensibilidade de seu metatarso – ou dos sensores nas pontas das pernas que correspondem ao metatarso – para detectar sons e, em seguida, desencadear um “backflip ninja numa fração de segundo para atacar insetos transportados pelo ar desavisados, envolvê-los em uma rede e depois jantá-los”. Não é exagero, a própria pesquisa explica isso.

publicidade

Essas aranhas nem são tão grandes e peludas, como as que permeiam o aterrorizado imaginário popular, mas possuem uma “cara de ogro” característica. A Deinopis spinosa tem hábitos noturnos e é encontrada, principalmente, no sudeste dos Estados Unidos.

Em um vídeo produzido pelos autores do estudo, Jay Stafstrom, principal pesquisador, afirma que as aranhas com cara de ogro são “algumas das aranhas mais legais do planeta”. Ainda de acordo com ele, a Deinopis spinosa não faz nada de interessante durante o dia e se esconde até o pôr do sol, mas, ao cair da noite, fabrica uma teia incomum com o formato da letra “A”, seguida de uma “rede retangular difusa”, a qual segura com as patas dianteiras e usa para prender ativamente a presa.

Outro ponto que chama a atenção de quem se depara com uma Deinopis spinosa – além pernas multi-habilidosas, é claro – são os grandes e expressivos olhos que ela possui, “os maiores olhos de qualquer aranha”, conta Stafstrom.

publicidade

 

Via: CNET