EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Uma nova versão do kernel Linux, além de estar em dia contra eventuais ameaças, sempre chega recheada de novidades importantes. Uma das vantagens de rodar uma distribuição Linux com uma versão recente do kernel, fica por conta do software oferecer suporte para uma série de componentes, além da compatibilidade com os últimos lançamentos do mundo do hardware. Versões do tipo LTS, além de mais estáveis, também saem na frente graças a possibilidade de receber correções por mais tempo.

De acordo com um tuíte postado por um dos mantenedores do kernel do sistema, Greg Kroah-Hartman, foi confirmado que a próxima versão LTS (Long Term Support) do kernel Linux, ou seja, a versão que conta com suporte estendido, será de fato a 5.10. Desde então, o software vinha sendo testado pelos usuários de distribuições do sistema do pinguim em versões beta.

publicidade

Versão estável chega ainda este ano

A expectativa, é de que a novidade seja liberada de forma oficial ainda em 2020, possivelmente em dezembro. Como se trata de uma versão LTS, o novo kernel vai contar com atualizações e correções garantidas por, pelo menos, até 2022. Porém, não dá para descartar a possibilidade desse suporte ser estendido por mais tempo, fato que já aconteceu antes em outras versões do núcleo do sistema.

publicidade

Imagem: Stradus/PixabayVersões LTS do kernel Linux, além de mais estáveis, possuem garantia de updates por dois anos ou mais. Imagem: Stradus/Pixabay

Vale destacar que versões anteriores do “coração” do Linux continuam recebendo atualizações. É o caso, por exemplo, do kernel 5.4. Lançado no fim de 2019, o software segue com suporte oficial até dezembro de 2025. Curiosamente, até mesmo o Linux kernel em versão 4.4, apresentado em 2015, continua com updates garantidos até fevereiro de 2022.

Apesar de ainda não ter sido definida uma data oficial para a liberação da primeira versão estável do kernel 5.10, existe a possibilidade do software ser disponibilizado na web entre 13 e 20 de dezembro. Tudo vai depender do feedback dos usuários e da correção de eventuais bugs que possam aparecer nos próximos meses.

Fonte: 9to5linux