EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A farmacêutica indiana Bharat Biotech deve iniciar a fase 3 dos testes clínicos da sua vacina contra a Covid-19 ainda em novembro, e anunciou que planeja lançá-la no segundo semestre de 2021. A Covaxin, como foi nomeada a vacina, está sendo desenvolvida em conjunto com o Instituto Nacional de Virologia do Conselho Indiano de Pesquisa Médica.

O teste será conduzido em 25 locais em de doze estados do país, com duas doses para cada um dos dois mil voluntários. Dez países estão em negociações com a Bharat Biotech para aquisição da vacina assim que ela for aprovada pelas autoridades de saúde.

publicidade

“Nosso investimento é de cerca de quatro bilhões de rupias (R$ 308 milhões em conversão direta) para o desenvolvimento da vacina e as novas instalações de fabricação, que incluem a realização do ensaio clínico de Fase 3 nos próximos seis meses”, afirmou o Diretor Executivo da Bharat Biotech International, Sai Prasad, em entrevista à agência governamental PTI.

Manoej Paateel / Shutterstock

Em setembro, especialistas classificaram a situação pandêmica da Índia como o maior surto de coronavirus desde a primeira infecção detectada no país em janeiro. Imagem: Manoej Paateel/Shutterstock

O executivo garantiu que a Bharat Biotech  planeja vender a vacina ao governo e empresas privadas. O preço da Covaxin ainda não foi determinado, pois a empresa ainda está avaliando o custo de desenvolvimento do produto. “Nosso foco imediato é conduzir o teste de Fase 3 com sucesso em todos os locais”, acrescentou Prasad.

publicidade

Com uma população de 1,3 bilhão de habitantes, a Índia contabiliza mais de oito milhões de contaminações e 122 mil mortes por Covid-19. Trata-se do segundo país com o maior número de casos da doença no mundo, atrás somente dos EUA, e terceiro em mortes – no qual fica atrás dos norte-americanos e do Brasil.

Via: Times of India