A startup ZenGo, que administra carteiras de criptomoedas, fechou uma parceria com a Visa para lançar seu próprio cartão de débito nos Estados Unidos. A empresa promete uma solução simples, baseado em segurança sem chave, “o que significa que os fundos estão sempre no controle do usuário’.

Essa característica difere o projeto de outra iniciativa semelhante, o cartão de débito da Coinbase, no qual a administradora faz a conversão da criptomoeda no valor que você precisa e liquida a fatura. O ZenGo usa um app para converter fundos para a moeda que o usuário precisa e deposita o valor no cartão.

publicidade

Se o usuário planeja usar o cartão regularmente, poderá converter um valor fixo em criptomoedas todas as semanas pelo aplicativo. “O problema de fazer a conversão automaticamente, como no Coinbase, é que você não pode escolher qual criptomoeda deseja usar para gastar. Eles decidem por você ou o forçam a fazer uma escolha para todas as suas transações”, explica o CEO da ZenGo, Ouriel Ohayon.

Coinbase/Divulgação

Cartão da concorrente Coinbase faz a conversão direta no momento da compra. Imagem: Coinbase/Divulgação

Essa conversão indireta ainda representa uma camada a mais de segurança: se o cartão for roubado ou comprometido, os ativos criptográficos permanecem seguros. Para a parceria com a Visa, a empresa aderiu ao programa Fintech Fast Track e planeja lançar seu cartão no início de 2021.

“As criptomoedas não são mais apenas especulação. Moedas instáveis, economias em decadência e os resultados da crise causada pela Covid-19 tornaram a necessidade de uma moeda alternativa e utilizável uma verdadeira necessidade”, avalia Ohayon.

Via: TechCrunch