A Catedral de Santiago de Compostela, na Espanha, é um incrível feito da arquitetura medieval. Construída entre 1075 e 1128, em estilo românico e com elementos góticos, renascentistas e barrocos, a estrutura tem 98 metros de comprimento e 22 metros de altura. Suas paredes são todas finamente trabalhadas, por dentro e por fora – o que faz com que alguns detalhes passem facilmente despercebidos.

É o caso de um autorretrato esculpido por um dos pedreiros da catedral, que permaneceu escondido por mais de 800 anos e foi encontrado pela historiadora de arte britânica Jennifer Alexander. Pesquisadora da Universidade de Warwick e especialista em arquitetura religiosa medieval, Jennifer estava conduzindo uma análise pedra por pedra da Catedral de Santiago de Compostela quando encontrou a figura. 

publicidade

Jennifer Alexander/Reprodução

O pedreiro sorridente de Santiago de Compostela. Imagem: Jennifer Alexander

A escultura de 30 centímetros, um retrato sorridente, é uma espécie de “easter egg” colocado em um canto da igreja a mais de 12 metros do solo – para ser encontrado apenas outros pedreiros de acordo com a pesquisadora.

“É uma conexão encantadora entre nós e a pessoa que a esculpiu”, afirma Jennifer. “Claro, esse pedreiro provavelmente não tinha ideia de que teria que esperar tanto para ser localizado”, completa.

Via: ArtNet