EnglishPortugueseSpanish

Parece que os esforços que a Niantic, desenvolvedora de ‘Pokémon Go‘, fez para que o game ficasse ativo durante a pandemia de Covid-19, valeram a pena. O game conseguiu, somente nos 10 primeiros meses de 2020, atingir a marca de US$ 1 bilhão em receita. Esta é a primeira vez que o jogo consegue arrecadar esse montante desde que foi lançado, em 2016.

Um dos grandes desafios da empresa em 2020 foi, sem dúvida, a chegada do novo coronavírus. Principalmente, pelas premissas básicas que o jogo apresentava até o começo deste ano. ‘Pokémon Go’ exigia uma dinâmica que misturava realidade aumentada (RA) com caminhada, significando que, para capturar os monstrinhos, chocar ovos e até mesmo batalhar, o jogador tinha que fazer algo que se tornou impraticável nos primeiros meses de pandemia: andar por aí.

publicidade

Com as medidas de distanciamento e até isolamento social, tomadas para evitar a disseminação do vírus, a companhia precisou pensar rápido para manter seus treinadores interessados. Foi assim que surgiram eventos, festivais, passes de ginásio que permitiam batalhas à distância e muitos outros atrativos para manter o game ativo, sem que fosse preciso sair de casa. 

Reprodução

Após lançamento lucrativo, Pokémon GO teve queda na receita, mas vem conseguindo se recuperar. Imagem: Sensor Tower/Divulgação

Altos e baixos financeiros 

Quando foi lançado, o game para celular conseguiu virar uma febre na maioria dos lugares em que era possível jogá-lo. O resultado foi uma receita anual de US$ 832 milhões, para alegria da Niantic. No ano seguinte as coisas não foram tão bem, com os ganhos de Pokémon GO caindo para US$ 559 milhões. Porém, a partir de 2018, o jogo dos monstrinhos voltou a crescer atingindo US$ 828 milhões e US$ 902 milhões, em 2018 e 2019, respectivamente, batendo o próprio recorde em 2020.

publicidade

De acordo com a empresa de consultoria Sensor Tower, até o momento, o Pokémon GO acumulou cerca de US$ 4,2 bilhões em gastos de jogadores no mundo todo. O jogo ainda é o terceiro game mobile com mais compras internas realizadas pelos usuários globalmente, atrás somente de ‘Playerunknown’s Battlegrounds Mobile’ (‘PUBG‘) e ‘Honor of Kings’. Os países onde os usuários mais gastam dentro no jogo são Estados Unidos, Japão e Alemanha.

Brasileiros estão entre os que mais baixaram Pokémon GO

Quando se trata de downloads, Pokémon GO gerou quase 600 milhões de instalações em dispositivos mobile, até o momento. Entre os “pokemaníacos”, os Estados Unidos lideram com 109 milhões downloads, seguidos pelo brasileiros. O Brasil já acumulou 65,2 milhões de downloads, quase o dobro do terceiro lugar, o México, com 37,3 milhões.

 

Fonte: Sensor Tower