EnglishPortugueseSpanish

A rede de fast food McDonald’s está desenvolvendo seu próprio hambúrguer à base de vegetais e outros itens para integrar seu menu vegetariano. A empresa começará a testar os produtos McPlant em alguns mercados a partir do próximo ano.

“O McPlant é desenvolvido exclusivamente para o McDonald’s, pelo McDonald’s”, afirmou Ian Borden, presidente internacional do McDonald’s, em uma reunião com investidores nesta segunda-feira (9), de acordo com o jornal USA Today. “No futuro, o McPlant pode se estender a uma linha de produtos à base de plantas, incluindo hambúrgueres, substitutos de frango e sanduíches para o café da manhã”

publicidade

Segundo a empresa, o hambúrguer McPlant manterá o sabor icônico já conhecido pelos fãs do McDonald’s. “É feito com um hambúrguer suculento à base de plantas e servido em um pão quente com sementes de gergelim e todas as coberturas clássicas”. Além do McPlant, a empresa anunciou também um novo sanduíche de frango crocante para os restaurantes nos Estados Unidos.

O McDonald’s está ficando para trás em relação a muitos de seus concorrentes em termos de incrementos ao menu vegetariano nos Estados Unidos. A empresa chegou a desenvolver anteriormente um hambúrguer vegetal em parceria com a Beyond Meat e testá-lo no Canadá, mas no início deste ano o produto parou de ser vendido. A Alemanha também recebeu um lanche vegetariano em 2019.

Reprodução

McPlant será o primeiro sanduíche vegetal produzido pelo McDonald’s. Imagem: BrokenSphere/Wikimedia Commons (CC-BY-SA)

publicidade

Muitas outras redes de fast food já têm opções vegetarianas, mas a maioria delas é dependente de outras empresas. O Burger King, por exemplo, vende o Impossible Whopper, feito com o hambúrguer vegetal da Impossible Foods. O próprio McDonald’s utilizou uma parceria para produzir lanches vegetarianos antes desse, mas o McPlant será o primeiro desenvolvido exclusivamente pela companhia.

“Estamos entusiasmados com a oportunidade porque acreditamos que temos um produto comprovado e de sabor delicioso”, comentou Borden. “Quando os clientes estiverem prontos para isso, estaremos prontos para eles”.

Segundo a diretora-executiva da Plant Based Foods Association, Michele Simon, o crescimento de produtos à base de plantas em restaurantes e lojas não é uma tendência, e sim um movimento. “As principais cadeias de fast food estão percebendo que precisam responder a essa crescente demanda do consumidor”, explica Simon.

Via: USA Today