A síntese de RNA é uma das metodologias em teste nas candidatas a vacina que buscam combater a covid-19. Um dos laboratórios que usa essa abordagem é o alemão CureVac.

A empresa é parceria da Tesla, de Elon Musk, que fabrica um biorreator de RNA na subsidiária alemã Grohmann Automation. Esse dispositivo é capaz de criar sequências de RNA artificialmente para reproduzir partes do código genético de um vírus. Depois, esses componentes são usados para obter uma resposta do sistema imunológico do paciente.

publicidade

A fórmula da CureVac não está em um estágio de desenvolvimento tão avançado quanto a CoronaVac nem quanto a substância criada pela Pfizer. Apesar disso, Franz-Werner Haas, CEO da empresa, diz que o laboratório ficou muito encorajado com os dados da fase 1.

Para Musk, o biorreator de RNA será um produto importante para o mundo. Ele avalia, entretanto, que o dispositivo não contribuirá financeiramente de forma significativa para a Tesla.