EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Às 21h27 (horário de Brasília) deste domingo (15), um foguete Falcon 9 decolou do complexo de lançamento 39A (LC-39A) no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, levando uma cápsula Crew Dragon batizada de Resilience (“Superação”, em português) com quatro astronautas à bordo: os norte-americanos Shannon Walker, Victor Glover e Michael Hopkins, da Nasa, e o japonês Soichi Noguchi, da agência espacial japonesa (Jaxa).

Esta é a segunda missão tripulada da SpaceX, e a primeira do Commercial Crew Program (Programa Tripulado Comercial), a serviço da Nasa. O lançamento estava originalmente previsto para as 21h49 deste sábado (14), mas devido às condições climáticas na Flórida na noite de sábado foi adiado em 24 horas.

publicidade

“Atualização: Devido aos ventos na costa e às operações de recuperação, @NASA e @SpaceX têm como objetivo o lançamento da missão Crew-1 com astronautas para a Estação Espacial às 19h27 EST Domingo, 15 de novembro. O propulsor do primeiro estágio está planejado para ser reutilizado para voar astronautas na Crew-2. #LaunchAmerica”, diz um de tuíte Jim Bridenstine, administrador da Nasa.

Reprodução

Assim como na Demo-2, em maio deste ano, os astronautas foram levados à plataforma de lançamento a bordo de carros Tesla Model X, produzidos por outra das empresas de Elon Musk.

O primeiro estágio do foguete Falcon 9 retornou à Terra poucos minutos após o lançamento e pousou no Atlântico Norte, a bordo da balsa robótica “Just Read the Instructions”, operada pela SpaceX. Após inspeção, o foguete poderá ser reutilizado em futuras missões.

O destino dos quatro astronautas é a Estação Espacial Internacional (ISS), onde completarão a tripulação da Expedição 64, a 64ª missão tripulada à estação. Eles se juntarão à norte-americana Kahtleen Rubins (Nasa) e aos russos Sergey Ryzhikov e Sergey Kud-Sverchkov (da agência espacial russa, Roscosmos), que decolaram rumo à ISS à bordo da Soyuz MS-17 em 14 de outubro.

Reprodução

A tripulação da Crew-1. Da esquerda para a direita: Shannon Walker, Victor Glover, Michael Hopkins e Soichi Noguchi. Foto: Nasa 

A duração esperada da missão é de 180 dias. Esta será a missão de mais longa duração já lançada a partir do solo norte-americano. O recorde atual é da Skylab 3, lançada em 23 de novembro de 1973 e que ficou 84 dias em órbita.

Alistamento no espaço

Durante a missão o astronauta Michael Hopkins, que é Coronel da Força Aérea dos EUA, será oficialmente transferido para a Força Espacial dos EUA, se tornando o primeiro membro da força a realmente ir ao espaço.

Segundo o Chefe de Operações Espaciais da Força Espacial, General John “Jay” Raymond, “se tudo correr bem, queremos que ele faça o juramento a bordo da Estação Espacial Internacional”.

De acordo com a Coronel Catie Hague, porta-voz de Raymond, a Força Espacial e a Nasa estão trabalhando em uma cerimônia que possa “destacar a parceria de várias décadas entre o Departamento de Defesa e a Nasa”