EnglishPortugueseSpanish

O WhatsApp removeu da página do WhatsApp Pay na Índia um botão para configuração do serviço de pagamentos. Ele havia sido adicionado ao site nesta terça-feira (10) mas nunca funcionou corretamente: ao clicar nele, o usuário era levado ao app do WhatsApp, que mostrava uma mensagem informando que uma atualização era necessária. Isso mesmo que já fosse a versão mais recente, tanto no canal estável quanto no beta.

Na página brasileira o botão, chamado “Configure agora”, continua presente mas também não funciona. O problema é o mesmo: uma mensagem dizendo que a versão do WhatsApp não é compatível com este conteúdo, com duas opções: Cancelar ou Atualizar o WhatsApp.

Estréia conturbada

O Brasil foi o primeiro país a receber o WhatsApp Pay, em junho deste ano, em parceria com empresas do mercado financeiro como a Cielo, Visa, Mastercard, Banco do Brasil, Nubank e Sicredi. Entretanto, a novidade ficou no ar por poucos dias, e teve sua operação suspensa pelo Banco Central e Cade.

Os órgãos pediram esclarecimentos sobre o modelo de negócio do aplicativo que, sob a ótica de analistas, tem potencial para levar à substituição das maquininhas em transações de até R$ 5 mil ao mês, já que o diferencial do WhatsApp Pay é o custo zero com o aluguel ou compra desses dispositivos. Essa gratuidade, segundo especialistas, aumenta ainda mais o risco de concentração de dados em uma só empresa, resultando na dificuldade de um novo competidor adentrar esse mercado posteriormente.

Desde então a entidade autorizou a retomada de testes em pequena escala, com a espectativa de que o serviço volte à operação regular neste mês de novembro. A expectativa foi revelada pelo presidente da Cielo, Paulo Caffarelli, durante a coletiva de anúncio do balanço financeiro da empresa.

No entanto, o executivo ressaltou que a empresa não está atuante nas conversas com o órgão regulador e não sabe dizer se o lançamento acontecerá antes ou depois do PIX, que será disponibilizado à população em 16 de novembro.

Como funciona

Basicamente, o WhatsApp Pay permite enviar e receber dinheiro de pessoas por meio do WhatsApp. Para garantir a segurança das transações e evitar fraudes, antes de cada transferência será necessário informar um código PIN de seis dígitos, previamente cadastrado ou a biometria do celular.

No caso de transferência entre pessoas físicas, não haverá o pagamento de qualquer taxa pela transação – no entanto, só será possível utilizar cartões de débito. Além disso, usuários possuem um limite de envio de R$ 1 mil por transação e recebimento de até 20 pagamentos por dia no limite de R$ 5 mil por mês.

Já para as empresas, é possível utilizar cartões de crédito e débito. Porém, o estabelecimento deverá pagar uma taxa por cada uma das transações. Todos os pagamentos serão processados pela Cielo.

Fonte: WABetaInfo