EnglishPortugueseSpanish
publicidade

No Sistema Solar é assim: vacilou, o asteroide passa e você nem vê. Só nota depois, como foi o caso do 2020 VT4, que sobrevoou a apenas 400 km acima do Oceano Pacífico e só foi detectado pelos nossos sistemas 15 horas depois. Para se ter uma ideia, essa altura é aproximadamente a mesma da Estação Espacial Internacional.

A sorte é que esse tipo de rocha geralmente passa sem ser notada justamente por ser muito pequena. Pesquisadores estimam que 2020 VT4 tenha entre 5 e 10 metros de diâmetro e viaja a uma velocidade de 48,3 mil km/h.

publicidade

A passagem pela Terra alterou substancialmente sua órbita. O asteroide estava em uma viagem de 549 dias ao redor do Sol, inclinado 13 graus em relação à eclíptica, mas depois do contato com nosso planeta desviou-se para uma órbita de 315 dias inclinada 10,2 graus.

publicidade

Se tivesse passado mais baixo, 2020 VT4 teria sido evaporado pela nossa atmosfera, nos proporcionando um grande show – mas sem perigo algum. O asteroide visitará a Terra novamente em 13 de novembro de 2052, com uma passagem muito mais distante: 2,8 milhões de quilômetros.

Via: Universe Today